A História e início das Cavalgadas


Portal Catingal (2)O início das cavalgadas tem como ponto de partida a domesticação dos cavalos existentes, por toda a Europa e África, principalmente na região do Oriente Médio. No caso especificamente das cavalgadas, a prática do esporte esta diretamente ligada à origem da raça do cavalo. As preferidas para cavalgada são os marchadores, Quarto de Milha e Mangalarga Marchador.

No caso do Brasil as cavalgadas foram introduzidas como esporte há pouco tempo com todo o crescimento do interior, trazendo muitos adeptos a essa atividade. Hoje os Hotéis fazenda e as agências de esporte de aventura, já promovem passeios em todas as regiões do país.

A raça Mangalarga foi desenvolvida no Brasil através do cruzamento de um cavalo Andaluz com Éguas Nacionais de origem Ibérica. Em São Paulo sofreram infusões de sangue árabe, anglo-árabe, Puro sangue Inglês e American Sadle Horse, que deram a característica da marcha trotada. Por esse aspecto a raça Mangalarga dividiu-se em duas: Mangalarga em São Paulo e Mangalarga Marchador em Minas Gerais. Os marchadores são os melhores, e sao definidos dessa forma pelo seu jeito de andar, que consiste em andar com as 2 patas da esquerda e depois com as 2 da direita. É muito cansativo para os cavalos a marcha, mas para o cavaleiro a montaria fica muito tranquila e com pouco impacto.

O Quarto de Milha surgiu a partir de cavalos selvagens Mustangs, trazidos para a América pelos colonizadores Espanhóis. É um cavalo de trabalho e para lidar com o gado tornou-se imbatível. Possuindo bastante velocidade em curtas distâncias, é considerado o animal mais versátil do mundo comportando-se bem em saltos, tambores, balizas, enduro, hipismo rural, lida com o gado e corridas planas.

O Quarto de Milha é conhecido com esse nome por ser um cavalo imbatível nessa distância (402m = um quarto de milha).

Ele pode ter vários tipos de pelagem. As reconhecidas pela ABQM (Associação Brasileira de Quarto de Milha) são: Alazão, Baio, Alazão Tostado, Baio Amarilho ou Palomino, Castanho, Lobuno, Rosilho, Preto, Zaino e Tordilho.

Terra da cavalgada

Jocinha Lima pode ser o contrapeso para uma futura decisão no pleito de 2016


A pouco menos de 4 meses das eleições 2016, e o ambiente político de Manoel Vitorino continua com densas nuvens, muita coisa que acontece nos bastidores da política vitorinenses são fatos desconhecidos da maior parte da população.Foto Portal Catingal

O atual gestor municipal, Lenilton Pereira Lopes, está finalizando seu mandato, mas para não perder a mamata, já tem o seu “Sucessor”, e é aqui que está o X da questão. Como todos os seus antecessores, Lopes também não soube fazer um sucessor, e em seu último ano de mandato partiu pro tudo ou nada e na escolha sem opção lançou Robson Vilar, mas está amargando duras críticas da população, pois o reclame da população, inclusive dos seus seguidores da falta de personalidade política do Robson, é geral

No meio desse nevoeiro tempestuoso está o seu maior adversário político de toda história, que foi derrotado com uma diferença de apenas 22 votos em 2012 e que agora volta ao pleito com muito mais apoio político e com um grupo totalmente reorganizado, mas, também está no reclame popular por que ainda não foi definido quem ocupará a chapa de vice

Como contrapeso nessa balança, está o anseio de uma outra parte da população vitorinense pelo “Novo nome”. Jocinha Lima é a bola da vez, Jocinha é a atual presidente da Câmara Municipal e se tornou conhecida pelo excelente trabalho que vem desenvolvendo na sede do município, o nome de Jocinha vem sendo ventilado nos bastidores da política de Manuel Vitorino como um possível nome a concorrer ao executivo Municipal

Fontes extraoficiais dão conta que, uma pesquisa realizada no município por um determinado deputado aponta Jocinha como contrapeso dessa campanha política. Segundo informações obtidas por este Site, Jocinha e Robinho venceria Heleno, Jocinha e Heleno venceria Robinho. Sabendo disso, o grupo do atual prefeito já se adiantaram na frente e marcaram reunião com a Presidenta da Câmara, para tentar assegurar quem outrora jogaram fora

Como tudo nesta vida tem início, meio e fim, as densas nuvens pode estar com os dias contados, a junção de Jocinha a um dos pré-candidatos pode decidir as eleições de 2016.

Levy Barros/Portal Catingal

Manoel Vitorino está entre as 35 prefeituras baianas que levaram nota zero em novo ranking da transparência do MPF


baO Ministério Público Federal (MPF) divulgou o ranking nacional da transparência, onde aponta os municípios e estados que tiveram avanços ou retrocesso no cumprimento da lei de acesso à informação do ano passado para cá. Segundo o estudo, em um cenário geral, o nível de transparência de estados e municípios brasileiros aumentou cerca de 31% em seis meses, a partir da atuação coordenada do MPF em todo o país. Foram avaliados portais de 5.567 municípios, 26 estados e o Distrito Federal. O Índice Nacional de Transparência subiu de 3,92, em 2015, para 5,15, em 2016.

A promotoria ressalta que estados e municípios que ainda descumprem as leis de transparência serão acionados judicialmente. Na Bahia, segundo consulta feita pela reportagem aos dados do MPF, 35 cidades tiveram nota zero no ranking da transparência, são elas:

1. BARRO ALTO-BA
2. BIRITINGA-BA
3. BREJÕES-BA
4. CAETITÉ-BA
5. CANARANA-BA
6. CANDEAL-BA
7. CATU-BA
8. DOM MACEDO COSTA-BA
9. ÉRICO CARDOSO-BA
10. FORMOSA DO RIO PRETO-BA
11. GONGOGI-BA
12. IAÇU-BA
13. IBIQUERA-BA
14. IPIAÚ-BA
15. ITAPETINGA-BA
16. ITIÚBA-BA
17. IUIÚ-BA
18. JABORANDI-BA
19. JUSSARA-BA
20. LAGOA REAL-BA
21. MANOEL VITORINO-BA
22. MARCIONÍLIO SOUZA-BA
23. MEDEIROS NETO-BA
24. NOVO HORIZONTE-BA
25. PARAMIRIM-BA
26. PÉ DE SERRA-BA
27. POJUCA-BA
28. RIBEIRA DO AMPARO-BA
29. RIO DO PIRES-BA
30. SANTALUZ-BA
31. SÃO DOMINGOS-BA
32. SÃO JOSÉ DO JACUÍPE-BA
33. SERRA DO RAMALHO-BA
34. VÁRZEA NOVA-BA
35. WANDERLEY-BA

No extremo, estão vinte municípios destacados pelo MPF como exemplos de transparência dos dados da administração pública. Entre as 27 capitais no país, Salvador ocupa a 11ª colocação com nota 9,10. Veja o ranking dos melhores cidades colocados na Bahia:002

Jequié: MP-BA aciona Tânia Britto por irregularidades em procedimentos licitatórios


IMAGEM_NOTICIA_5 (1)O Ministério Público da Bahia (MP-BA) ajuizou nesta sexta-feira (7) uma ação civil pública contra a prefeita afastada de Jequié, Tânia Britto (PP) (saiba mais), por irregularidades em procedimentos licitatórios. A ação também inclui a empresa Torres Empreendimentos Rural e Construção e seus sócios José Antônio Torres Neto e Soraya Machado Torres. De acordo com o promotor de Justiça Rafael de Castro Matias, autor da ação, os citados descumpriram normas relacionadas às licitações públicas e praticaram atos de improbidade administrativa que resultaram em prejuízo ao município. Ele argumenta que a empresa enriqueceu ilicitamente através da prorrogação irregular de contrato administrativo. “O mais grave é que os demandados, não satisfeitos com as sucessivas prorrogações ilegais do contrato, para além do remanescente do serviço e até do prazo total de 60 meses da contratação original, firmaram um 5º Termo Aditivo, com prazo de vigência retroativo para o dia 8 de maio de 2014”, ressalta. O MP-BA pede a concessão de medida liminar de indisponibilidade dos bens dos acionados, com objetivo de promover o ressarcimento de pouco mais de R$ 2 milhões aos cofres municipais. Além disso, o órgão também deseja a condenação de Britto, da Torres Empreendimentos e de seus sócios por improbidade administrativa.

Itapetinga: Justiça condena prefeito a perder mandato por improbidade administrativa


IMAGEM_NOTICIA_5O prefeito de Itapetinga, José Carlos Cerqueira Moura, foi condenado pela Justiça Federal à perda do mandato por improbidade administrativa. A sentença foi publicada nessa segunda-feira (06), e assinada pelo Juiz Federal João Batista de Castro Júnior, da 1ª Vara, subseção judiciária de Vitória da Conquista (leia o documento na íntegra). De acordo com a sentença, o gestor contratou a empresa IM Consultoria Pública Municipal, pertencente ao então servidor público municipal, Israel Miranda Soares, sem apresentar justificativas para suspensa de licitação. O texto também salienta que Moura ter nomeou Soares posteriormente como seu Chefe de Gabinete confirma a ação por favorecimento. Além da perda do mandato, ambos foram condenados a ressarcir, integralmente, os danos efetivos no valor dos contratos aditivos, e tiveram os direitos políticos suspensos por cinco anos. Eles ainda podem recorrer da decisão.

‘Não existe país com governo corrupto e população honesta’, diz historiador


O atual momento político vivido pelo Brasil reforça a discussão sobre o papel da ética no cotidiano. Para o professor e historiador da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Leandro Karnal, esta é a oportunidade de se exercitar esta postura tão cobrada de governos e empresas, estimulada principalmente pelas revelações com as investigações da Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

“Há um interesse coletivo sobre o tema atualmente. Mas, está faltando, além da crítica à falta de ética em Brasília e das grandes empreiteiras, que nós consigamos pensar na microfísica do poder, ou seja, na falta de ética na escola, nas famílias e nas empresas. Não existe país no mundo em que o governo seja corrupto e a população honesta e vice-versa”, apontou o especialista durante palestra em Francisco Beltrão, no sudoeste do Paraná, na noite de quinta-feira (12).

Karnal comparou o atual cenário brasileiro, de experiência democrática ainda curta e em aperfeiçoamento, com a revolução francesa no fim do século 18. “Aquilo que a França discutiu com mais violência e com mais sangue naquela época nós estamos discutindo agora, com menos violência e menos sangue, mas com bastante intransigência”, alertou ao falar sobre a polarização nas discussões políticas, entre, por exemplo, grupos a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff e os contrários.

“A participação das massas não garante a lisura dos processos. Principalmente se lembrarmos que o primeiro plebiscito da história foi quando as massas tiveram que escolher entre Jesus e um ladrão e optaram pelo ladrão. Mas estas discussões são um passo importante para este treinamento difícil e permanente que significa o exercício democrático”, reforçou o historiador. “O ruim deste momento é que pouca gente escuta e muita gente dá opinião.”

Parte desta liberdade, lembra, se deve à democratização do país e à independência do Judiciário e da Polícia Federal. Já que durante a ditadura militar e há até pouco tempo, os escândalos que vinham à tona eram os que envolviam os governos anteriores. “A ética no Brasil era a ética da oposição ou do governo passado. Até então o governo nunca tinha tido um problema com o atual governo. Então nós temos hoje na prisão eminências pardas do poder. Isto é uma novidade.”

As palestras com Karnal são promovidas pelo Conselho Regional de Administração do Paraná (CRA-PR) e incluem 12 cidades do estado. O evento já ocorreu em União da Vitória, Pato Branco e Francisco Beltrão. Os próximos encontros com o especialista estão agendados para o segundo semestre, em Apucarana (03/08), Campo Mourão (18/08), Ponta Grossa (24/08), Curitiba (25/08), Cianorte (02/09), Londrina (20/09), Maringá (28/09), Paranavaí (29/09) e Foz do Iguaçu (13/10). G1.

Santa Casa de Jequié promove mutirão de saúde com consultas e exames gratuitos


IMAGEM_NOTICIA_5 (1)Em comemoração aos cinco anos de existência, a Santa Casa de Jequié, em parceria com a unidade da Fundação José Silveira (FJS), vai realizar um mutirão de saúde com consultas e exames gratuitos para a comunidade. O evento ocorre nos dias 8, 9 e 10 deste mês. No dia 11, a instituição promove solenidade de lançamento do projeto de mais um serviço: o Núcleo de Câncer da Mulher. Criada em 2011, a Santa Casa de Jequié já realizou mais de 132 mil atendimentos e 284 mil procedimentos em benefício da população. A unidade conta com a primeira UTI Neonatal da região, além de laboratório de análises clínicas e um centro médico com 71 leitos. Por meio da Santa Casa, a Fundação José Silveira desenvolve o Programa Santa Casa de Bairro em Bairro, com a oferta de consultas médicas, exames e serviços complementares disponibilizados gratuitamente à população em situação vulnerável.

Temer garante transporte de órgãos por avião da FAB


IMAGEM_NOTICIA_5O presidente da República interino, Michel Temer, determinou, nesta segunda-feira (6), que a Força Aérea Brasileira deixe uma aeronave permanentemente em solo para garantir o transporte de órgãos e tecidos destinados a transplante. A medida tem por objetivo evitar que órgãos a serem transplantados sejam desperdiçados por conta da demora do transporte. “Eu acabei de assinar um decreto, que será publicado amanhã, onde se determina à Aeronáutica, com a sua absoluta concordância, que se mantenha permanentemente um avião no solo à disposição para qualquer chamado para o transporte desses órgãos”, explicou Temer. “Ou ainda, se for para transportar aquele paciente para o local onde está o órgão ou o tecido, que assim também se faça”, finalizou.

Jequieense é campeão de MMA no Rio de Janeiro


9e7d8d7b24f5bcdeba1ccd5615effb7aO atleta jequieense André Guerra sagrou-se campão de uma das mais importantes competições do MMA do Brasil. A luta aconteceu no último dia 04/06/16, a 5° edição do NCE (New Corpore Extreme), na cidade do Rio de Janeiro. “Me sagrei campeão do evento graças ao meu bom Deus. Estou no Rio de Janeiro morando em uma academia, sem patrocínios financeiros para me manter, vivendo com ajuda da família e de amigos, nosso país infelizmente é muito difícil o incentivo ao esporte”, disse o campeão. André pretende chamar a atenção dos empresários de Jequié para ter mais atenção com os jovens atletas dessa cidade. André Guerra iniciou sua carreira na equipe de Jequié GF Jiu-jitsu sendo treinado pelo Mestre Genivaldo Farias. Agora o lutador de MMA está na equipe GF Team na New Corpore Fight com os mestres Renato Dominguez, Júlio César pereira, André Benkei, Bruno Abrahão, no Rio de Janeiro. Jr. Mascote.

Zona Rural faz reunião para apresentar pré-candidato a vice-prefeito de Manoel Vitorino


Fotos Portal Catingal (1)Um grupo de formadores de opiniões e cabos eleitorais, se reuniram na noite da última sexta-feira para articular e tentar emplacar Tatinha na chapa de vice de Heleno Vilar (PSD), no pleito de 2016. Eles querem formar um grupo forte e unidos para pedir a Heleno que escolha, para compor a chapa de vice alguém da Zona Rural. Para este grupo, liderado pelo próprio Tatinha, o nome do futuro vice-prefeito, deve ser aquele que em 2012 lutou ao lado do povo em uma campanha considerada difícil, para eles, o Pré-candidato a prefeito Heleno Vilar, deve deixar a zona rural escolher o candidato a vice-prefeito de Manoel Vitorino e por conta disso foi realizada esta reunião na Fazenda Lagoa D’água que contou com a presença de 36 pessoas, uma boa parte delas, representantes comunitários, presidentes de associações e pré-candidatos a vereador. Todos, exceto os pré-candidatos a vereador, que a pedido do próprio Tatinha não se manifestaram, aplaudiram a atitude de Tatinha e confirmaram apoio em sua pré-candidatura a vice-prefeito de Manoel Vitorino.

Tatinha disse que em 2012 a eleição era dura, precisava de alguém que fosse a luta e que tivesse dinheiro para arcar com despesas de campanha e por conta disso não houve tanta concorrência a chapa de vice, hoje, como a situação é aparentemente confortável, tem até quem nunca esteve na política se achando o favorito.

Para Artur, morador do distrito de Catingal, a situação é tão desconfortável que alguns pré-candidatos que puseram seu nome para vice nem se quer usaram a coerência, saindo de uma pré-candidatura a vereador para uma pré-candidatura a vice como se tivesse procurando apenas um emprego.Fotos Portal Catingal (2)