Karina Bacchi lança música “Luz de Jesus”


Karina Bacchi vai lançar sua primeira música gospel no dia 23 de junho. O anúncio foi feito pela apresentadora do Positivamente Podcast em seu perfil do Instagram.

Com o título “Luz de Jesus”, a canção é de autoria de Karina em parceria com Marcelo Cacilias.

Em recente entrevista ao Splash, a atriz explicou que a música servirá como ferramenta para concretizar o seu chamado, além de expressar seu “amor e gratidão a Jesus”.

O lançamento da música, segundo Karina, não significa que ela entrará no mercado fonográfico gospel.

“Meu chamado não é para ‘virar cantora’ e, sim, para viver com Ele na intimidade diária, crescer em sabedoria constante e expressar o que Jesus significa para mim, de diferentes formas e inspirando outras vidas”, pontuou.

A música nasceu de uma “inspiração entregue pelo Senhor” e serve como “um convite para que todos conheçam a Cristo, experimentem como é caminhar com Ele e sejam alcançados por sua Graça”.

Ela explica que a letra e a melodia nasceram de inspiração divina. Após gravar em seu celular ela enviou a a Cacilias, que retornou. Depois de alguns meses, Karina concluiu a canção.

“Depois desse tempo, Deus me presenteou com uma inspiração pessoal de letra e melodia e eu comecei a cantarolar sozinha em casa inexplicavelmente. E, assim, nessa noite que recebi essa canção literalmente do céu, gravei em meu celular e enviei para o Marcelo ouvir e dar seu feedback profissional. Então, juntamos nossas ideias e trouxemos à vida o que Jesus soprou em nossos ouvidos”, conta.

“Nada que tem acontecido desde minha conversão, estava em meus planos, aliás, nem a minha conversão. Mas tudo estava nos planos de Deus, e tenho escolhido viver os Seus sonhos. Deus tem direcionado cada passo. Agradá-lo e segui-lo é o que importa para mim”, completa.

Falando sobre sua vida como evangélica e de ter sido tachada de fanática, a atriz explicou:

“Eu não sou mais moldada pelos costumes do mundo atual, minha base hoje está na palavra de Deus. O Evangelho é minha bússola. Nele encontro direção para tudo o que preciso. Nenhuma crítica abala quem está plantado e enraizado firmemente em solo fértil”, completou.

Posse do novo pastor da Igreja Assembleia de Deus de Catinga


O dia 19 de junho foi um dia muito especial para a Igreja Assembleia de Deus de Catingal, com a realização do culto de posse do seu novo pastor, a muito tempo que não se via uma cerimônia de posse como essa, pastores de várias cidades vizinhas vieram prestigiar o evento de posse do pastor Luzinaldo Santos e Família.

Cantores, membros e visitantes de várias denominações lotaram a Igreja para participar dessa tão esperada celebração. A cerimônia de posse do novo pastor de Catingal foi celebrada pelo pastor Vanderlei Borges, pastor presidente da Igreja Assembleia de Deus de Jequié.

Clique na Imagem para AMPLIAR!

 

Compositor de hinos alerta sobre adoração atual: “Fizemos um Deus à nossa própria imagem”


Uma forte crítica às atuais letras de músicas cristãs foi feita pelo lendário escritor de hinos Keith Getty. Em uma entrevista concedida à Faithwire da CBN News, o compositor disse ter sérias reservas sobre a música de adoração contemporânea.

Getty também fez alertas dizendo que algumas delas carecem de “um profundo senso de compreensão de Deus” e às vezes resulta em pessoas fazendo um “Deus à nossa própria imagem”.

Ao lado da esposa e cantora Kristyn, o escritor de hinos falou sobre o álbum “Sing! In Christ Alone” (Cante! Somente em Cristo, tradução livre), que acaba de lançar. Ele também comentou sobre o 20º aniversário de seu famoso hino “In Christ Alone”, e o estado das canções de adoração modernas.

“No nível primário, a adoração autêntica de Deus começa com uma imagem autêntica de Deus. Não começa com se meu coração se comoveu, não começa com o que eu sou, começa com quem Deus é”, disse Getty.

“A coisa preocupante com a adoração moderna – não tem um profundo senso de compreensão de Deus que vemos quando estudamos a Bíblia … como vemos como Deus trabalha na história humana.”

O escritor e intérprete acrescentou que “Se como Deus é revelado na Bíblia não está em algumas de suas músicas, estamos fazendo um Deus à nossa própria imagem”.

Getty argumentou que muita música de adoração hoje é “sobre a pessoa na frente” e não sobre o assunto eterno que deveria estar no centro.

Cultos diários

O cantor e compositor também falou sobre a importância do culto congregacional, expressando sua crença de que deve ser feito diariamente nas casas dos cristãos e pelo menos semanalmente na igreja.

“É uma representação da eternidade em cada tribo, língua, nação e idioma reunidos”, disse ele.

Esses comentários vêm com bastante peso e experiência, já que Keith e Kristyn Getty são alguns dos escritores de hinos cristãos mais conhecidos e produtivos.

‘In Christ Alone’

Suas músicas são tocadas em igrejas em todo o mundo, com “In Christ Alone” sendo cantado por cerca de 100 milhões de pessoas a cada ano – uma conquista notável mais de duas décadas após o lançamento inicial da música.

Getty também compartilhou alguns fatos fascinantes sobre o hino, explicando que nasceu de sua busca por escrever música teologicamente profunda e “querer tentar escrever algo diferente”.

Ele originalmente escreveu a melodia de “In Christ Alone” no verso de uma conta de luz – um começo humilde para uma música tão amada.

Hoje, o casal continua sua missão de espalhar o Evangelho por meio de músicas transformadoras e com raízes bíblicas.

“Vivemos todos os dias com a eternidade em mente”, disse Getty.

O cantor diz que espera “Sing! In Christ Alone” ajudará a afirmar a fé das pessoas enquanto fornece música nova que os cristãos podem cantar em adoração.

“Existe esse desejo de que as pessoas encontrem músicas que possam cantar para si mesmas, com sua família e em sua igreja”, disse ele. “Músicas que são um pouco mais ricas e profundas em significado.” guia-me

Pai muçulmano mata filha no dia em que ela se converte


Hawa Amoti foi assassinada por seu pai no dia em que entregou sua vida a Jesus, durante um culto na igreja, em 29 de maio. A moça de 28 anos foi esfaqueada nos olhos por deixar o Islã, segundo informaram fontes locais.

A conversão de Amoti, moradora de Nansana, distrito de Wakiso, em Uganda, aconteceu após a visita que fez a um vizinho cristão, não identificado por razões de segurança.

“Amoti veio à nossa casa muito cedo pela manhã e precisava saber mais sobre Issa [Jesus], a quem ela havia visto em um sonho”, disse ele.

“Depois de explicar a ela sobre a vida eterna e o perdão dos pecados que vem de Jesus que veio para tirar os pecados do mundo inteiro, ela voluntariamente aceitou Jesus para a salvação de sua alma. Então orei por ela e, juntos, fomos à igreja em Nansana.”

Após o culto, Amoti se juntou à família do vizinho para almoçar em sua casa e ficou até cerca de 17h45, quando ela voltou para sua casa.

Espancamento

A moça foi vista na igreja, e quando chegou em casa, um de seus irmãos disse que eles e o pai, Haji Shariifu Agaba, já estavam sabendo.

Agaba mandou seus filhos espancarem a irmã, depois ele mesmo pegou uma faca afiada e perfurou seus olhos, disse um irmão de Amoti que tentou defendê-la.

“Quero remover esses olhos para que você pare de ver igrejas para sempre – mesmo que você morra, não vamos enterrá-la”, disse Agaba à filha, segundo o irmão.

Os gritos de Amoti atraíram as pessoas que correram para resgatá-la, disse o vizinho cristão. Com a chegada dos membros da comunidade, Agaba e seus filhos entraram em sua casa.

Vizinhos levaram Amoti a um hospital próximo, onde ela não resistiu ao sangramento abundante em decorrência dos ferimentos nos olhos, contaram fontes locais.

Líderes comunitários em Nansana condenaram o ataque e prometeram prender e acusar Agaba, disseram eles.

Os membros da igreja enterraram o corpo de Amoti no distrito de Luwero.

Batistas do Sul decidem investigar abusos sexuais de pastores


Em uma decisão histórica, a Convenção Batista do Sul, nos Estados Unidos, decidiu criar em 14 de junho, durante sua Reunião Anual, uma Força-Tarefa de Abuso Sexual, para investigar as acusações de abusos sexuais cometidos por pastores.

O presidente da Força-Tarefa será o pastor Bruce Frank, que classificou o “momento Kairos” para a Convenção. Ele disse antes da decisão final que os pastores estavam entre “arrependimento genuíno ou ser continuamente passivos”.

“Hoje vamos escolher entre humildade ou arrogância”, disse ele. “Vamos escolher entre o arrependimento genuíno ou ser continuamente passivos em nossa abordagem ao abuso sexual na Convenção Batista do Sul. Escolheremos entre fazer o melhor para a Glória de Deus e para o bem das pessoas, ou escolheremos, novamente, os negócios como de costume”.

Além disso, será criada uma Força-Tarefa de Implementação da Reforma de Abuso a ser nomeada pelo recém-eleito presidente da Convenção Batista do Sul, Bart Barber, como também um site onde serão compartilhados “informações devidamente verificadas” sobre os ministros.

O site “Ministry Check”, que foi o foco da segunda recomendação, será “estabelecido e mantido por um contratado independente, com a ARITF para supervisionar e informar à Convenção sobre viabilidade, eficácia e custos”.

Os nomes listados no site serão pessoas que foram “acusadas com credibilidade”, de acordo com a recomendação.

Uma nota de rodapé da recomendação define aqueles “acusados ​​com credibilidade” como “pastor, trabalhador denominacional ou funcionário ou voluntário de ministério… que confessou abuso sexual em um ambiente não privilegiado, que foi condenado em um tribunal ou que teve uma sentença civil proferida contra eles”.

De acordo com o site Baptist Press, o documento também define que um “terceiro independente comissionado por uma igreja local ou outro corpo batista pode determinar, pela preponderância das evidências após um inquérito, que uma pessoa é acusada com credibilidade”.

Andressa Urach volta à igreja: “Pensei que Deus tinha me abandonado”


A ex-modelo Andressa Urach, que havia se afastado da igreja depois de se decepcionar com a Igreja Universal, publicou uma foto em suas redes sociais em uma visita à Lagoinha Lajeado, ao lado do marido e do bebê do casal, Leon.

Na legenda, ela comentou ter pensado que Deus havia lhe abandonado: “Achei que Deus tinha me abandonado”, escreveu Andressa, que tem uma vida bastante ativa nas redes sociais.

Andressa Urach trava uma batalha judicial contra a Igreja Universal, local onde se converteu e foi batizada, quando se recuperava de um grave problema de saúde.

“Não existe fama e nem dinheiro que pague a presença do Espírito Santo dentro de nós!”, escreveu Urach no último dia 14, quando registro sua volta aos cultos.

“Achei que Deus tinha me abandonado… que não existiam igrejas sérias e que não existiria uma terceira chance! Mas o meu Deus é misericordioso, me protegeu quando estive no fundo do poço. Me abraçou, me amou, me deu uma família e uma nova igreja para congregar. Obrigada Jesus!”, acrescentou a ex-modelo.

Na foto em que compartilhou, Andressa aparece ao lado do marido, Thiago Lopes, e segurando no colo o seu segundo filho, Leon. “Saiba que Deus nunca vai abandonar você! Ele tem um propósito na tua vida… e tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus. ‘Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim’ João 14:6”, escreveu ela.

Moraes dá 15 dias para Magno Malta explicar fala contra Barroso


O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu um prazo de 15 dias para que o ex-senador Magno Malta explique supostas ofensas contra o também ministro da Corte, Luíz Roberto Barroso.

Magno Malta acusou o ministro Barroso de bater em mulher durante um evento, o que levou a apresentação de uma queixa-crime na Corte contra o ex-senador, que afirmou ter provas de que o ministro do Supremo praticou o crime.

Por sua vez, Alexandre de Moraes afirma que o caso tem conexão com inquéritos que investigam disseminação de conteúdos falsos e fraudulentos com o objetivo de atacar o Poder Judiciário, minar sua credibilidade e ameaçar sua independência.

“A prova das infrações supostamente cometidas influi diretamente na investigação ainda conduzida. Os fatos atribuídos nesta denúncia assemelham-se, em acentuado grau, ao modus operandi da organização criminosa investigada em inquéritos na Corte”, afirmou.

No documento, a defesa de Barroso afirmou que “é absolutamente infundada a alegação de que o Querelante teria agredido fisicamente mulher com a qual mantém ou manteve qualquer relação pessoal”. G. Prime.

Barroso aciona STF contra Magno Malta por calúnia


O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), apresentou queixa-crime na Corte, em que pede a abertura de uma ação penal contra o ex-senador Magno Malta (PL-ES) por calúnia.

A relatoria da queixa-crime ficou a cargo do ministro Alexandre de Moraes, que deve analisar a acusação contra o ex-senador, que durante um evento no último final de semana, em Campinas, no interior de São Paulo, disse que Barroso batia em mulher e que poderia provar.

“Barroso, quando ele é sabatinado (no Senado), a gente descobre que ele tem dois processos no STJ, na Lei Maria da Penha, por espancamento de mulher. Além de tudo, o Barroso bate em mulher”, disse.

O ex-senador repetiu a declaração nas redes sociais, o que foi apontado pelo ministro como agravante. A pena para calúnia é de detenção de seis meses a dois anos, além de multa.

A defesa do ministro alega que, com a declaração, o ex-senador teria praticado “ato concertado que revela manifestação concreta das táticas utilizadas para a operação de redes de desinformação contra o órgão de cúpula do Poder Judiciário e o Estado de Direito”.

A queixa-crime foi assinada pelo advogado Ademar Borges, na qual Barroso afirma que a

“conduta de atingir a honra e a imagem de terceiro assumirá maior gravidade quando for empregada deliberadamente para minar a confiança da população nas instituições democráticas, por meio de calúnia e injúria voltadas contra aqueles responsáveis pelo desempenho de atividades necessárias ao próprio funcionamento da democracia”.

Na petição, Barroso pede ainda que sejam considerados os crimes de injúria e difamação, caso se entenda que o caso não se enquadra no crime de calúnia.

Balança Rodoviária será instalada no Distrito de Catingal


No ano de 2018 fizemos uma matéria na propriedade do amigo Vicente Charles, o objetivo da reportagem foi mostrar o cultivo da Melancia em nosso município e abrir espaço para mostrar as dificuldades enfrentada pelos produtores. Na ocasião Charles nos contou que para atender a demanda e suprir a necessidade se fazia necessário a instalação de energia elétrica e uma balança rodoviária para pesar a fruta no caminhão e assim diminuir o prejuízo na hora de comercializar o produto.

A reportagem especial foi publicada no canal oficial do jornalista Levy Barros e alcançou mais de 345 mil visualizações e sinalizou oficialmente para que as autoridades políticas pudessem ver a necessidade da implantação de recursos que pudessem beneficiar os produtores de melancia da região de Beira do Rio.

No dia 30 de outubro de 2021, em uma reunião com apoiadores na fazenda do Dr. Fábio Vilas-Boas, Genival e eu apresentamos ao Ex-Secretário essa necessidade dos produtores da região e Vilas-Boas prometeu interceder junto ao Governo do Estado para que fosse instalado o mais breve possível a balança rodoviária no Distrito de Catingal, centro do Agronegócio de Manoel Vitorino.

Ontem (14), em vídeo divulgado em suas redes sociais, o Ex-Secretário de Saúde e pré-candidato a Deputado Federal Fábio Vilas-Boas, anunciou a aquisição da balança junto ao Governo do Estado, dependendo agora de o consócio de infraestrutura da região acertar os detalhes para que o recurso seja transferido para a instalação da balança e toda infraestrutura.

“Estou confiante que o presidente do consórcio da região, prefeito Silvany Barros irá agilizar tudo para que o mais rápido possível a balança seja instalada em Catingal”. Pontuou Vilas-Boas.

Segunda pesquisa Informe Baiano/Séculos confirma favoritismo de ACM Neto


Se a eleição para o Governo do Estado fosse hoje (13/06) o pré-candidato ACM Neto (União Brasil) venceria no primeiro turno. É o que aponta a segunda pesquisa Informe Baiano Séculus realizada entre os dias 06 e 09 de junho. Foram três cenários pesquisados para o cargo majoritário na Bahia.

No levantamento espontâneo, quando não são apresentados aos entrevistados os nomes, o ex-prefeito de Salvador pontua 40,04%. Em segundo lugar está o ex-secretário estadual de Educação, Jerônimo Rodrigues (PT), com 8,26%. Logo depois aparecem João Roma (PL) com 5,44%; Rui Costa (PT) com 1,44%; Kleber Rosa (PSOL) com 0,33%; Giovani Damico (PCB) 0,26%; Jaques Wagner (PT) com 0,20%; Não sabem/não opinaram 41,74%; e Nenhum/nulo somam 2,29%.

No primeiro cenário estimulado (quando são apresentados os nomes dos postulantes), ACM Neto aparece com 60,55% das intenções de voto. Jerônimo, em segundo lugar, pontua 12,19%. Em terceiro está o deputado federal João Roma (PL) com 7,14%. Os professores Kleber Rosa (PSOL) e Giovani Damico (PCB) assinalam 0,79% e 0,46%, respectivamente. Nenhum/nulo somam 7,73% e não sabem/não opinaram 11,14%.

No segundo cenário estimulado, quando os nomes de Jerônimo e Roma são associados com apoiadores, há uma mudança. Neto, como candidato independente, tem 56,42%. O segundo colocado é Jerônimo, que com o apoio de Jaques Wagner, Rui Costa e Lula, alcança 19,92%. João Roma com o apoio do presidente Jair Bolsonaro atinge 8,52%. Nenhum/nulo somam 6,55% e não sabem/não opinaram são 8,58%.

Foram entrevistadas 1.526 pessoas com 16 anos ou mais de forma presencial, em 72 municípios baianos, entre os dias 06 e 09 de junho deste ano. A margem de erro da amostragem é de 2,5%, para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob nº BA-05997 2022.