Bruna Karla rejeita convites para cantar em ‘igrejas’ LGBT: ‘Não compactuo’


O posicionamento firme da cantora Bruna Karla em relação à teologia inclusiva, abraçada por agrupamentos que se identificam como ‘igrejas LGBT’, se tornou viral em um recorte de sua entrevista à podcaster e atriz Karina Bacchi.

“As pessoas têm mania de pegar a Palavra, e pegar os pontos que agradam, sabe? Os pontos que convém. ‘Me convém isso aqui, então vou pegar esse ponto isolado do versículo e vou viver isso aqui’. Se esquecem que a Palavra é toda, para ser vivida”, introduziu a cantora.

Na participação de dezembro de 2021 no Positivamente Podcast, Bruna Karla enfatizou que crê que “Deus vai pedir conta às pessoas que estão à frente dessas igrejas [inclusivas] porque estão levando todo um povo a viver uma vida completamente contrária”.

“A Palavra de Deus é muito clara. A Palavra diz que a porta é estreita. Não é sobre viver as minhas vontades, não é sobre viver os meus desejos. Não é uma porta enorme, larga, que eu faço o que eu quiser no Evangelho, que eu visto a roupa que eu quiser, que eu vivo à maneira que eu quiser, falo o que quiser… não é oba-oba”, conceituou.

A cultura do cancelamento não a amedronta: “Está escrito que por amor ao Senhor nós seríamos odiados. Essa é a verdade. Por amor ao Senhor nós seríamos entregues à morte todos os dias”.

Essa não é a primeira vez que uma artista de música gospel se posiciona de forma contundente sobre o assunto: em 2018, Aline Barros afirmou na RedeTV! que “Deus criou o homem e a mulher e, em Sua plenitude, pensou na estrutura de família para que o homem pudesse se unir a mulher, os dois fossem uma só carne e pudessem se multiplicar e encher a Terra”.

Transformação

“Eu sou completamente contra essas igrejas. Me perguntaram um dia se eu iria cantar, eu falei ‘não vou, não canto, não vou compactuar com algo que está completamente fora dos princípios’. O que o Senhor tem para cada um de nós é uma vida transformada”, acrescentou Bruna Karla.

Karina Bacchi comentou, em seguida, que a mensagem de abandono do erro não é algo que o Evangelho reserve aos não-crentes, mas sim um lembrete constante que os próprios cristãos precisam consultar em todos os momentos:

“Não são só essas pessoas que precisam ser confrontadas, todos nós precisamos nos confrontar, confrontar nossas vontades, nossos hábitos, a nossa carne, todos os dias. Todos nós temos lutas, só que enquanto a gente não abrir mão dessas nossas próprias vontades, a gente não vai viver o melhor que está por vir”, pontuou.

Bruna Karla concordou: “Não é sobre só homossexualismo. São vícios, são desejos, pensamentos que o ser humano luta diariamente contra. É uma luta diária, e você abrir mão […] viver o que o Senhor quer. O Evangelho não é sobre mim, não é sobre as minhas vontades, o Evangelho é sobre a Palavra, é sobre Jesus, sobre quem é Jesus e o que Ele quer para a minha vida, através da minha vida”.

Nos Estados Unidos, Bolsonaro vai a culto na Logoinha Church


Durante sua passagem pelos Estados Unidos, para participar da Cúpula das Américas, o presidente Jair Bolsonaro (PL) participou de um culto na Lagoinha Church, em Orlando na Flórida, igreja liderada pelo cantor André Valadão.

O evento também contou com a presença de representantes de cerca de 50 igrejas evangélicas brasileira que atuam nos Estados Unidos.

A participação do presidente foi divulgada através das redes sociais, incluindo o próprio André Valadão.

“Ficamos honrados em toda Lagoinha Orlando Church e a comunidade brasileira ao receber o Presidente Jair Messias Bolsonaro endereçando seus pontos de batalha e visão pelo povo brasileiro”, escreveu o cantor em um post ao lado do presidente.

Ao discursar na denominação, Bolsonaro afirmou que é possível “até viver sem oxigênio, mas jamais sem liberdade”.

Nos Estados Unidos o presidente também teve um encontro com o presidente americano, Joe Biden, em uma conversa reservada.

Mar revolto invade calçadão do Leblon, no Rio, e faz Marinha emitir alerta


O mar revolto invadiu o calçadão da praia do Leblon, na zona sul do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (13) e deixou um rastro de areia no local.

Equipes da Comlurb (Companhia Municipal de Limpeza Urbana) foram na avenida Delfim Moreira na manhã desta segunda para limpar a ciclovia do posto 11. Apesar disso, não houve restrições ao trânsito.

O mar agitado fez a Marinha

emitir um alerta de ressaca para as praias do Rio de Janeiro, que podem ter ondas de 2,5 a 3 metros. O aviso segue v

álido até as 9h desta terça-feira (14), razão pela qual o Centro de Operações da prefeitura orienta que as pessoas evitem entrar no mar ou

 caminhar na orla enquanto durar a ressaca.

Durante o final de semana, a cidade registrou chuvas moderadas e baixas temperaturas, com mínima de 15,4°C , registrados na manhã de domingo (12), no Alto da Boa Vista, na zona norte.

De acordo com o Aler

ta Rio, um sistema de alta pressão atua sobre o Rio de Janeiro nesta segunda-feira, trazendo variação da nebulosidade. Não há, porém, previsão de chuva. Já os ventos serão de moderados a fortes.

Na terça (14), o céu ficará encoberto e há previsão chuva fraca a partir da madrugada até a tarde. A estimativa média de chuva é menor que 5 mm para toda a cidade.

Em maio, a cidade foi uma das capitais que enfrentou uma onda de frio. Na ocasião, o município registrou mínima de 12,2°C, a temperatura mais baixa do ano, segundo o Alerta Rio. O tempo ruim encobriu a ponto Rio-Niterói, dando a impressão de que a estrutura havia sido ‘engolida’ pela neblina.

À época, a cidade entrou em estágio de mobilização. O Centro de Operações da Prefeitura do Rio registrou 25 ocorrências em razão das chuvas, 13 envolvendo bolsões d’água, 11 quedas de árvores e 1 deslizamento, que aconteceu na estrada Grajaú-Jacarepaguá.

Durante o temporal, uma mulher foi atingida pelo galho de uma árvore em frente ao Hospital Federal dos Servidores do Estado, no bairro da Saúde, região central do Rio. Identificada como Aline Martins, ela foi encaminhada ao hospital e está em estado grave. Regiões da zona norte registraram chuva de granizo, principalmente na Tijuca. FolhaPress

Novo Som lança o clássico romântico “Você Me Conquistou”


A banda Novo Som, uma das mais reconhecidas no cenário gospel, lança a canção “Você Me Conquistou”, de autoria de Jill Viegas, pela Labidad Music Gospel. Esta canção, que já é um clássico romântico da cantora Pamela, agora ganha uma nova versão na regravação da banda Novo Som.

Alex conta que eles gostam muito desta canção e perceberam que ela ficaria ótima ao colocarem nela a identidade da banda: “Imprimimos a nossa pegada, a assinatura de uma banda de pop rock romântica, com muitos vocais, um drive de guitarra, solo de guitarra no meio, com todo o projeto, introdução de piano, de teclado, ou seja, com aquela linha que o Novo Som sabe fazer.”

A escolha da música “Você Me Conquistou” para o lançamento especial próximo ao Dia dos Namorados tem a ver com a beleza da mensagem que ela traz e o fato de que, há bastante tempo, eles não colocavam no mercado uma canção romântica: “E isso é uma assinatura da banda, gravar sempre músicas românticas, principalmente neste período do mês dos namorados. Somos criteriosos com a letra das músicas e esta é muito bonita, porém simples. E o Novo Som gosta de gravar coisas assim, fáceis de serem assimiladas, tanto de letra quanto de linha melódica. E esta canção tem as duas linhas. Esta música tocou bastante o nosso coração, afinal, somos românticos, temos esposa e família.”

Ele diz que, nos bastidores da gravação, o clima foi, como sempre, muito descontraído e amistoso; equipe técnica, de vídeo, pessoal do estúdio de gravação, todos tendo prazer em desenvolver o projeto. “Foi superlegal! Um projeto leve, de compartilhamento de bons momentos, do bate-papo divertido na hora do lanche, do jeito que o Novo Som gosta!”, Alex compartilha.

A Novo Som é uma das maiores bandas do cenário gospel nacional. Em sua formação, o trio de talentos já conhecidos do público: Alex Gonzaga com sua inconfundível voz, Mito com sua versatilidade nos teclados e também no vocal, e Geraldo Abdo com sua expressividade na bateria. Com uma carreira de mais de 30 anos, soma vendagens expressivas que superam um milhão de cópias vendidas. Criada no começo de 1980, ela se mantém sólida, trabalhando com excelência, “sempre com a direção de Deus; tudo por Ele e para Ele”.

São 16 CDs, 5 coletâneas e 4 DVDs. O estilo musical bem diversificado, pop, românticas, black music, um pouco de hard rock melódico e as baladas, de onde vêm os maiores sucessos, como “Pra Você”, “Acredita”, “Eu e Você”, “Escrevi”, “Meu Universo” entre outros. Disco de Ouro pelos álbuns “Meu Universo”, “Não é o Fim”, “Herói dos Heróis”, “Um Dia a Mais” e “Vale a Pena Sonhar”. Prêmios conquistados: Troféu Imprensa da Folha Cristã, melhor banda de 1994, melhor capa em LP de 1994, melhor banda de 1995, Disco de Ouro como melhor música de 1995, Troféu Imprensa da rádio 105 FM, melhor banda de 1995 e 1999, melhor banda de 1997 em Belo Horizonte, rádio Cidade FM.

“Nós, da Novo Som, deixamos um beijo no coração de cada um. Que esta canção cative você assim como nos cativou. Que você, que já tem o seu amor aí pertinho, possa conquistá-lo cada dia mais. Se ainda não, que Deus coloque em sua vida alguém especial, que Ele separou especialmente para você conhecer e construir uma família e, assim, que você também conquiste essa pessoa a cada dia. O amor precisa de cuidado e atenção diários. Que por meio desta música, ‘Você Me Conquistou’, Deus abençoe todos os casais, todos que a ouvirem, seja na rádio, nas plataformas digitais ou o clipe pelo YouTube no nosso canal.” (Banda Novo Som)

FICHA TÉCNICA. Produção Executiva: Vanessa Bicalho. Label: Labidad Music (@labidadproducoes). Direção: Vitor Rezende. Visual: @vrzwork. Produção: Monica Silva e Roberto Azevedo. Diretor Artístico: Linconl Lyra. Voz: Alex Gonzaga. Teclados: Mito. Bateria: Geraldo Abdo. Baixo: Eduardo Tenório. Guitarra Áudio: Ziquito Corrone. Guitarra Clipe: Marcelo Horsth. Fotografia: Dylan Perantoni.

Assista ao videoclipe da canção “Você Me Conquistou”.

COVID voltando. Era de se esperar


O atual incremento de casos novos de COVID-19 que vem sendo observado em todo o país era previsível. Essa é a opinião do ex-secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, que conduziu a pandemia no estado, com muita competência. De acordo com Vilas-Boas, com a retirada das medidas de proteção, principalmente a suspensão da obrigatoriedade do uso de máscaras e aglomerações, uma elevação do contágio era esperada, já que o vírus ainda está a circular em nosso meio. No entanto, não tem sido observada elevação do número de casos graves, que requeiram internação. Para o ex-secretário, a vacina tem sido a grande arma de combate; embora não proteja totalmente para contrair a doença, ela garante proteção para desenvolvimento de casos graves. Vilas-Boas recomenda, entretanto, a manutenção do uso de máscaras para pessoas sob risco elevado (idosos, portadores de doenças crônicas) e em ambientes com aglomeração, principalmente, transportes coletivos e elevadores.

José Amilcar

Pastor da Igreja Assembleia de Deus de Catingal é mudado pela Convenção


Foto: Levy Barros

O Pastor da Igreja Assembleia de Deus do Campo de Catingal foi mudado pela CEADEB, Convenção das Assembleias de Deus do Estado da Bahia, após denúncia formulada pelo Ministério da Igreja. Na denúncia, os Presbíteros, Cláudio Rones, Levy Barros e Roberto Luz acusaram o pastor presidente da igreja, de tomar decisões arbitrárias, sem a aprovação do ministério, infringindo o Estatuto da Igreja.

Os obreiros citados acima, escreveram uma carta denúncia para a Convenção, que reagiu imediatamente, enviando uma comissão para apurar as denúncias.

Na ocasião a reunião com o ministério da Igreja, pastor e comissão, perdurou por mais de cinco horas, a comissão formulou um relatório que foi entregue a CEADEB.

Por consequência a CEADEB constatou a urgente necessidade de substituição do pastor do Campo de Catingal.

Na Bíblia, o presbítero ele é essencialmente o pastor, isso está conclamado em I Pedro 5:1-4. Que diz: Aos presbíteros, que estão entre vós, admoesto eu, que sou também presbítero com eles, e testemunha das aflições de Cristo, e participante da glória que se há de revelar:
Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto;
Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho.
E, quando aparecer o Sumo Pastor, alcançareis a incorruptível coroa da glória.

Para a Igreja presbiteriana, existe os presbíteros docentes, que são os pastores da Igreja e os presbíteros regentes que são os presbíteros membros da Igreja que foram eleitos para compor o conselho dela.

Essa distinção se baseia no texto de I Timóteo 5:17. Quando diz que os presbíteros docentes, ou seja, os que governam devem ser estimados com redobrada honra.

Uma palavra grega usada para se referir ao ofício de presbítero é epíscopos. Sabemos que “o uso no Novo Testamento em referência aos líderes, parece ser menos técnica do que uma tradução como ‘bispo’ sugeriria; daí, superintendente, ou supervisor Atos 20:28; Filipenses 1:1; 1 Timóteo 3:2; Tito 1:7.” O presbítero tem a responsabilidade de supervisionar a igreja que o escolheu para ser o seu líder. Louis Berkhof, autor do livro Teologia Sistemática, afirma que “claramente se vê que estes oficiais detinham a superintendência do rebanho que fora entregue aos seus cuidados. Eles tinham que abastecê-lo, governá-lo e protegê-lo, como sendo a própria família de Deus.”

A responsabilidade dos presbíteros de supervisão não se limita aos membros da igreja. Os presbíteros devem supervisionar o seu pastor. O professor de Teologia Rienk Bouke Kuiper observa que “um dos seus mais solenes deveres é vigiar a vida e o trabalho do pastor. Se o pastor não leva uma vida exemplar os presbíteros regentes da igreja devem chamar-lhe a atenção, e corrigi-lo. Se não é tão diligente em sua obra pastoral como deveria sê-lo, devem estimulá-lo para que tenha maior zelo. Se a falta de paixão que deve caracterizar a pregação da Palavra de Deus, os presbíteros regentes devem dar os passos necessários para ajudá-lo a superar tal defeito. E, se a pregação do pastor, em qualquer assunto de maior ou menor importância, não está de acordo com a Escritura, os presbíteros não devem descansar até que o mal tenha sido resolvido.” Entretanto, os presbíteros devem oferecer liberdade e recursos para que o seu pastor desenvolva-se e possa oferecer mais ao rebanho.

De acordo com o Presbítero Levy Barros, a Igreja Assembleia de Deus de Catingal possui um ministério de presbitério preparado para a boa obra do Senhor, que respeitam e sempre cuidaram bem de seus pastores.

“A maioria dos presbíteros de nossa Igreja possuem um curso de Teologia nem que seja um básico, são homens comprometidos com a leitura da Palavra e a Oração, compreendemos que honrar o pastor é honrar a Deus, e cumprimos isso com excelência, porém, todavia, não toleramos, erros e falhas que venha prejudicar o bom andamento da obra de Deus, e com a Bíblia na mão a Palavra no coração e os joelhos no chão, em total submissão a Deus e as autoridades superiores, iremos agir, de acordo com o que Jesus falou através de Paulo em I Coríntios 6:1-6. Foi o que fizemos recentemente em Catingal, e devo lembrar que, foi a primeira vez que isso aconteceu”, pontuou o Prespítero.

Confira também👇

>>>ELA FOI CURADA DE UM CÂNCER MALÍGNO

Missionários comemoram primeira conversão em tribo isolada


Missionário batiza mulher na Colômbia (Foto: Reprodução/IMB)

A Junta de Missões Internacionais da Igreja Batista, através dos missionários Travis e Beth Burkhalter, comemorou a primeira conversão em uma tribo isolada da Colômbia.

Cumprindo o ide de Jesus Cristo, os missionários atuam junto ao povo indígena Embera, uma aldeia que nunca havia tido contato com a Palavra de Deus, mas que agora está sendo alcançado pela Verdade do Evangelho.

Com idioma único e sem versão escrita, os indígenas estão sendo ensinados apenas por transmissão oral, o que faz com que o trabalho dos missionários seja desafiador.

Ao longo de três anos de trabalho, os missionários só estão colhendo frutos agora, principalmente por causa da abordagem feita por eles, que utilizam as situações do cotidiano para transmitir as lições bíblicas.

“Fazemos histórias bíblicas cronológicas, o que significa que começamos com as histórias iniciais e percorremos a Bíblia. Eles nunca ouviram a história da criação, nunca ouviram falar de Adão e Eva”, explicou Travis.

Como resultado, uma mulher foi a primeira a se converter a Cristo, em abril, sendo também a primeira pessoa da tribo a ser batizada nas águas.