Bolsonaro é internado em SP para retirar bolsa de colostomia


O presidente Jair Bolsonaro chegou a São Paulo na manhã deste domingo (27) para se preparar para a cirurgia que fará para a retirada da bolsa de colostomia. O procedimento médico está programado para o início da manhã desta segunda-feira no Hospital Albert Einstein.

Segundo boletim médico divulgado às 17h, Bolsonaro “foi submetido à avaliação clínica pré-operatória, exames laboratoriais e de imagem, com resultados normais. A cirurgia de reconstrução do trânsito intestinal está confirmada para amanhã (28/01)”. O boletim é assinado pelos médicos Antônio Luiz Macedo (cirurgião), Leandro Echenique (clínico e cardiologista) e Miguel Cendoroglo (diretor superintendente do Einstein).

Barragem da Vale se rompe em Brumadinho, MG; Bombeiros confirmam 7 mortos e 150 desaparecidos


Mar de lama avançou sobre área administrativa da empresa e casas na área rural da cidade. Há ao menos sete pessoas mortas e outras sete feridas. Bombeiros confirmam que há cerca de 150 desaparecidos.

Uma barragem da mineradora Vale se rompeu nesta sexta-feira (25), em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Imagens aéreas mostram que um mar de lama destruiu casas da região do Córrego do Feijão. De acordo com o governo de MG, há ao menos sete pessoas mortas, ainda não identificadas.

O rompimento ocorreu no início da tarde de hoje, na Mina Feijão. A Vale informou sobre o acidente à Secretaria do Estado de Meio-Ambiente às 13h37. Os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia, inclusive um refeitório, e parte da comunidade da Vila Ferteco.

Há ao menos sete pessoas feridas. O Corpo de Bombeiros informou por volta das 20h45 que havia aproximadamente 150 pessoas desaparecidas e divulgou uma lista de pessoas resgatadas vivas. Os bombeiros afirmam também que as sirenes de emergência não tocaram.

Foram retiradas nove pessoas com vida da lama e cerca de 100 pessoas ilhadas foram resgatadas. Quase 100 bombeiros estão no local, e devem chegar a 200 a partir da madrugada deste sábado (26).

A empresa diz que, dos 427 empregados que estavam no local, apenas 279 foram localizados. Segundo o presidente da Vale, Fábio Schvartsman, vazaram 12 milhões de metros cúbicos de rejeitos – na tragédia de Mariana, há 3 anos, foram 43,7 milhões.

Segundo o presidente da Vale, uma das barragens se rompeu e o vazamento do rejeito também fez outra barragem transbordar. Ele diz que a barragem que rompeu não era usada há três anos. Ainda não há informação sobre a causa do rompimento.

Foto: Reprodução | G1

Manoel-vitorinense com a primeira-dama Michelle Bolsonaro em Fórum sobre doenças raras em Brasília


Foto: Divulgação | Portal Catingal

Na última quarta-feira (23), aconteceu na capital do país, o Fórum Sobre Doenças Raras, o evento foi promovido pelo Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, com as presenças da primeira-dama Michelle Bolsonaro; Rosângela Moro, esposa do então ministro Sérgio Moro; o ministro Osmar Terra e da ministra Damares Alves. Na oportunidade foram discutidos os problemas enfrentados pelas pessoas portadoras de doenças raras, como a epidermólise bolhosa, síndrome de Duchenne e atrofia muscular espinhal, dentre outras. A primeira-dama se emocionou ao falar da ONG Jardim das Borboletas, hora representada pela sua presidente Aline Teixeira Coutinho e alguns conselheiros. Cristina Moitinho, levou as demandas das pessoas com deficiência da Bahia. Ficou definido pela ministra que será criado uma coordenação para assistir às pessoas com síndrome de doenças raras, será feito investimentos em pesquisas científicas, discursão sobre LOAS, ampliando os direitos, implementar a capacitação dos profissionais da saúde e educação.

“Agradeço imensamente as instituições da Bahia, ao secretário de educação Sandro Borges, pela confiança depositada em transmitir suas pautas e necessidades. Vocês serão cada vez mais ouvidos. Retorno muito satisfeita com o que vi e com o coração cheio de esperança de que haverá um grande salto no desenvolvimento de uma consciência cidadã inclusiva, com a participação de todos. Gratidão a ONG Jardim das Borboletas por fazer parte deste lindo trabalho!”, disse Cristina Moitinho.

Campanha realizada pela Sesab e Hemoba se destaca no programa Encontro com Fátima Bernardes


Uma postagem realizada pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) e replicada pela Fundação Hemoba repercutiu intensamente nas redes sociais, chegando a ser destaque nesta quinta (24), no Programa Encontro Com Fátima Bernardes da Rede Globo. A publicação que realiza uma alusão à música “O nome dela é Jénifer”, sucesso na voz do cantor Gabriel Diniz, chamou atenção da apresentadora que afirmou: “A campanha do hemocentro da Bahia é muito interessante. A postagem mostra procura-se Jénifer, aí botam vários nomes em volta, a ideia é reforçar os estoques de sangue, com uma baita campanha de solidariedade. Souberam que botar esse nome neste momento, chama muita atenção”, disse Fátima Bernardes. (Ver vídeo: https://www.instagram.com/p/BtBZsFOHWqv/). A postagem até o momento ultrapassa 2 mil curtidas e 500 compartilhamentos nas redes do Instagram e Facebook da Sesab (@saudegovba) e Hemoba (@hemobaoficial).

Vereador de Manoel Vitorino vai a capital do estado buscar obras para o município


Foto: Divulgação | Portal Catingal

Na última terça-feira (22), o vereador Jairo esteve em Salvador para reforçar pedidos feito anteriormente a CERB, sobre o projeto de simplificado de abastecimento de água para a região da Beira do Rio, que vai beneficiar mais de 150 famílias. De acordo com o parlamentar, que escreveu nas redes sociais, o projeto se encontra em bom andamento de documentação e em um futuro próximo essa comunidade deve está recebendo água encanada em suas casas.

“Fiz vários pedidos, entre eles, pedir poços artesianos para a região do Caititu, Lavandeira e Coqueiro”, pontou.

Jairo disse que foi recebido pelo diretor de energia Dr. Gilson, e que cobrou, mais uma vez, sobre o projeto de instalação de energia nas regiões de Mamonas e Paixão. Jairo disse que o deputado Marcelo Veiga se prontificou em ajuda-lo no que for preciso para que essas demandas venham ser sanadas o mais rápido possível.

Campanha estadual de imunização na volta às aulas será lançada em fevereiro


Foto: Carol Garcia/GOVBA

No período de 18 a 22 de fevereiro, a Bahia promoverá a Semana Estadual de Imunização nas escolas. Professores, secretários municipais de educação e de saúde estarão mobilizados para informar aos alunos e pais a importância da vacinação e verificar se as doses foram tomadas. A intenção é atualizar as cadernetas das crianças e adolescentes e chegar a 95% de cobertura das vacinas contempladas no calendário nacional de vacinação.

A iniciativa também visa garantir a efetiva matrícula na rede de ensino, uma vez que a Carteira de Vacinação tornou-se um dos itens obrigatórios para matricular os alunos de até 18 anos de idade em creches e escolas da rede pública ou particular, que ofereçam educação infantil, ensino fundamental e ensino médio.
“Essa ação é importante por conta do atual cenário epidemiológico observado no país, que apresenta risco potencial de reintrodução de doenças imunopreveníveis já eliminadas das Américas, a exemplo da poliomielite, bem como a necessidade de conter a circulação do vírus do sarampo, reintroduzido recentemente no território nacional”, destaca o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas.
A medida foi instituída em portaria publicada em agosto desse ano no Diário Oficial do Estado, por conta do cenário epidemiológico observado no país. O Brasil apresenta hoje risco potencial de reintrodução de doenças imunopreveníveis já eliminadas das Américas, a exemplo da poliomielite, bem como a necessidade de conter a circulação do vírus do sarampo, reintroduzido recentemente no território nacional
Serão disponibilizadas para os estudantes todas as vacinas, principalmente as que hoje apresentam os menores níveis como pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, hemophilus influenzae e hepatite B), poliomielite, tríplice Viral (sarampo, caxumba, rubéola) e Febre Amarela. A ação será feita em escolas e nos postos de vacinação dos municípios baianos. 
MATRÍCULA
A matrícula da rede estadual de ensino para o ano letivo de 2019 foi iniciada ontem (22) e prossegue até o dia 29 de janeiro, em todo o Estado. O procedimento é todo informatizado e pode ser feito de forma presencial, em qualquer unidade de ensino da rede estadual, ou pela internet, no Portal da Educação, para os estudantes em Salvador e mais 59 cidades do interior.

Manoel Vitorino: PRF recupera motocicleta e prende homem por receptação


Foto: Reprodução

Uma motocicleta modelo Honda Fan, furtada no ano passado, foi recuperada pela Polícia Rodoviária Federal no início da noite de ontem (22), no município baiano de Manoel Vitorino, sudoeste do estado. O veículo foi abordado no KM 709 da BR 116 e, durante a fiscalização, foi verificado se tratar de uma motocicleta furtada em Eunápolis em março de 2018. Ao ser questionado, um homem de 59 anos, que se apresentou como proprietário, informou ter comprado a motocicleta de um terceiro indivíduo por meio de negociação envolvendo um veículo mais uma quantia em dinheiro. A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil em Jequié (BA).

Governo da Bahia investe em nova ferramenta de gestão para a Saúde


Foto: Divulgação

Com o objetivo de solucionar até 95% dos problemas de saúde dos baianos, o Governo da Bahia investirá no fortalecimento da Atenção Primária e Atenção Ambulatorial Especializada. Para tanto, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) implantará a Planificação da Atenção à Saúde, que é uma ferramenta de gestão e organização das redes de atendimento da população em toda a Bahia. O primeiro passo foi dado nesta quarta-feira (23), em Salvador, durante uma reunião entre o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, e o representante do Conass, Jurandi Frutuoso.

“Esta é uma estratégia exitosa que já foi posta em prática em municípios do interior do Ceará, Minas Gerais e Paraná. Nos últimos anos a Bahia expandiu a cobertura da Atenção Básica e chegamos no momento ideal para consolidar os avanços ao investir na qualificação da assistência, bem como na reestruturação e integração dos fluxos de atendimento”, afirma o secretário Fábio Vilas-Boas, ao pontuar ainda que é fundamental a participação do Conselho Estadual dos Secretários Municipais da Saúde (Cosems-BA). “Contaremos ainda com a Escola de Saúde Pública para consolidar as questões pedagógicas e com o Telessaúde para descentralizar o conhecimento”, ressalta o titular da pasta da saúde estadual.

De acordo com Jurandi Frutuoso, o processo de implantação da Planificação tem duração de 18 meses. “Este é um projeto que se inicia em uma região piloto e que o Estado terá que expandir. O ideal é que seja iniciado em municípios onde haja o comprometimento dos gestores para que os resultados possam ser apresentados nos demais locais”, ressalta o representante do Conass.

Esta iniciativa vai na direção de minimizar situações como a que ocorre em Salvador. Mais de 1,8 milhão de soteropolitanos não tem acesso consultas, exames, acesso a vacinação, reabilitação e muitos outros serviços que deveriam ser ofertados pela Atenção Primária. O número é surpreendente e, infelizmente, reflete um cenário desolador. Salvador amarga a última posição de cobertura da Atenção Básica (37,61%) dentre as capitais do Brasil e é a penúltima em Saúde da Família (27,45%).

Os dados do Ministério da Saúde são de acesso público (https://goo.gl/2KDPDS) e referem-se a novembro de 2018. O pior é que os números vêm despencando na capital. Em junho de 2016 a cobertura da Atenção Primária era 39,11%, enquanto o índice de Saúde da Família era de 28,58%.

Na prática, isso significa que em Salvador os poucos serviços existentes estão sobrecarregados e tem como reflexo uma necessidade de atender rápido com pouca qualidade. Os 62,39% dos soteropolitanos sem acesso adequado aos serviços de saúde tem que peregrinar para serem atendidos em uma Unidade Básica de Saúde (UBS). Para além disso, sobrecarregam Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e serviços hospitalares, que em sua maioria são mantidos pelo governo estadual, com procedimentos que deveriam ser realizados nas UBS.

O Governo do Estado está fazendo a sua parte e até o primeiro semestre de 2019 serão entregues à Prefeitura de Salvador seis UBS, duas policlínicas, dois centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e uma Academia de Saúde. Para a construção e aquisição de todos os aparelhos e mobiliários serão investidos cerca de R$ 50 milhões, com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e fazem parte do Programa de Fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) na Região Metropolitana de Salvador (ProSUS). O objetivo é melhorar as condições de saúde da população, especialmente na Região Metropolitana de Salvador (RMS), com foco na Atenção Primária como porta de entrada para ampliar o acesso, a qualidade e a eficiência dos serviços.

O Governo do Estado ainda está construindo três centros de referência estaduais, todos na capital, sendo um para atender pacientes portadores de feridas de difícil cicatrização, outro para pessoas com anemia falciforme e um terceiro voltado para quem tem hipertensão e aterosclerose sistêmica.

A dificuldade do acesso aos postos de saúde prejudica o tratamento de doenças crônicas, a exemplo da Hipertensão e Diabetes.  O reflexo é imediato. Dados do Sistema de Pactuação dos Indicadores (Sispacto) apontam que 25% das internações de pacientes de Salvador poderiam ser prevenidas por serem condições sensíveis à Atenção Básica.

A ausência de uma equipe da Saúde da Família impossibilita o adequado acompanhamento, pois o paciente diabético não realiza exames, não toma os medicamentos e acaba por ir a uma emergência de um hospital com o pé infectado que levará, possivelmente, a amputação de um dos membros. E o mesmo acontece com as pessoas com Hipertensão Arterial que acabam tendo AVC (acidente vascular cerebral) ou IMC (infarto agudo do miocárdio), assim como tantos outros casos.

Agentes de saúde da Bahia recebem capacitação de diagnóstico de arboviroses


Foto: Divulgação

A chegada do verão faz a Bahia aumentar os esforços para conter o avanço das arboviroses típicas da estação. Além de promover o combate ao mosquito Aedes aegypti, vetor de doenças como Dengue, Zika e Febre Chikungunya, o Estado também centra foco no diagnóstico rápido dos pacientes – medida que permite, além do tratamento eficiente e adequado, o monitoramento constante dos casos em cada região.

Nesta terça-feira (22), foi realizado, no auditório da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep) da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), uma capacitação sobre o uso dos kits de diagnóstico rápido de Dengue, Zika e Chikungunya, produzidos pela Bahiafarma e distribuídos por todo o País pelo Ministério da Saúde.
Conduzido por profissionais da estatal baiana, o treinamento, dirigido aos técnicos da Divep e a gestores de alguns centros regionais de saúde do Estado, permitiu aos participantes conhecer os dispositivos como um todo, do método de fabricação à correta aplicação e leitura dos resultados, por meio de apresentações, vídeos e manuseio dos produtos.
“A ideia é que possamos realizar capacitações sobre os testes rápidos da Bahiafarma em todas as regionais de Saúde do Estado, o mais brevemente possível”, afirma o gestor da Coordenadoria de Doenças de Transmissão Vetorial da Divep, Gabriel Muricy. “É indiscutível a importância de um insumo de triagem para a estratégia de combate às arboviroses e queremos promover a capacitação para aferir mais qualidade no emprego deste insumo.”
Para o diretor-presidente da Bahiafarma, Ronaldo Dias, a aplicação correta dos testes rápidos tem papel fundamental no controle das doenças. “Além de ser importantes ferramentas de diagnóstico, que facilitam a intervenção médica, os testes rápidos possibilitam uma leitura precisa de como as doenças estão se desenvolvendo nas regiões afetadas, o que permite às autoridades públicas agirem para controlar seu avanço”, afirma.
Por esses fatores, o gestor lembra da importância de os pacientes procurarem auxílio médico para obter o diagnóstico correto assim que surjam sintomas que possam estar associados a Dengue, Zika e Febre Chikungunya. Os testes rápidos são realizados gratuitamente e podem ser encontrados em postos e unidades de saúde de toda a Bahia.

Criança de três anos morre após ser deixada sozinha em carro


Foto: Reprodução / Tribuna Sul Fluminense

Uma criança de três anos morreu na tarde desta terça-feira (22) na cidade de Três Rios, no Rio de Janeiro, após ficar sozinha dentro de um carro. De acordo com informações do G1, o pai dela a deixou no veículo.

A vítima foi identificada como Maria Alice Amaral. O pai dela é Secretário de Obras na cidade e prestou depoimento à Polícia Civl. A prefeitura de Três Rios divulgou nota decretando luto oficial de três dias e disse que se solidariza com os familiares.