Contas da Prefeitura de Manoel Vitorino são aprovadas com ressalvas


Foto: Portal Catingal

O Tribunal de Contas dos Municípios aprovou com ressalvas, na sessão de 31 de outubro, as contas do município de Manoel Vitorino, de responsabilidade do prefeito Heleno Vilar, relativas ao exercício de 2017. O conselheiro Raimundo Moreira, relator do parecer, multou o gestor em R$ 5 mil por irregularidades identificadas durante a análise técnica dos relatórios. O prefeito também foi multado em R$23.040,00, que corresponde a 12% dos seus subsídios anuais, por não ter reduzido a despesa com pessoal para o índice imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

A relatoria ainda determinou o ressarcimento aos cofres municipais do montante de R$ 64.145,38, com recursos pessoais, sendo R$ 28.108,15 devido a não comprovação de despesas; e R$ 36.037,23, decorrente da diferença existente entre o balanço financeiro do exercício anterior e do atual, sem a apresentação de qualquer justificativa plausível.

O município de Manoel Vitorino apresentou uma receita arrecadada na ordem de R$ 34.298.921,32 e as despesas realizadas alcançaram a importância de R$ 32.143.935,29, o que resultou em superávit orçamentário na ordem de R$ 2.154.986,03. Contudo, os recursos deixados em caixa não foram suficientes para quitar as despesas inscritas como restos a pagar e de exercícios anteriores, restando caracterizada a ocorrência de desequilíbrio fiscal. O prefeito deve efetivar as devidas correções, tendo em vista que poderá macular o méritos das contas em seu último ano de mandato, caso a situação se repita.

Em relação às obrigações constitucionais e legais, todos os percentuais de investimento foram atendidos pelo gestor. Na manutenção e desenvolvimento do ensino foram aplicados 27,14% da receita resultante de impostos, compreendida a proveniente de transferências, quando o mínimo exigido é 25%; nas ações e serviços públicos de saúde foram investidos 20,19% dos recursos específicos, sendo o percentual mínimo 15%; e aplicou 86,83% dos recursos do FUNDEB no pagamento da remuneração dos profissionais do magistério.

Já a despesa total com pessoal alcançou o montante de R$19.117.147,80, que corresponde a 55,73% da receita corrente líquida do município, extrapolando, portanto, o percentual de 54% previsto na LRF. Apesar de ter extrapolado o limite de gastos com pessoal, a relatoria entende que, tratando-se do primeiro ano de mandato do gestor, não é razoável a aplicação da penalidade máxima de rejeição das contas, cabendo, entretanto, advertir o prefeito de que a não recondução da despesa com pessoal aos limites legais poderá comprometer o mérito de contas futuras.

O relatório técnico ainda registrou a ocorrências de falhas formais e materiais em procedimentos licitatórios, encaminhamento de documentação mensal à Inspetoria Regional de forma incompleta, processos de pagamentos desacompanhados das folhas de pagamentos com a relação dos funcionários remunerados e suas respectivas contas bancárias e a admissões de servidores sem prévio concurso público.

Cabe recurso da decisão.

Manoel Vitorino: Prefeito Heleno Vilar se afasta do cargo e vice assume a cadeira


Foto: Divulgação

O prefeito Heleno Vilar pediu afastamento do cargo por 30 dias, período em que o vice-prefeito Silvany Barros assume a cadeira em seu lugar. Heleno vai tirar uns dias de férias a partir do dia 13 e deve retomar o cargo de prefeito do município ainda este ano. Essa semana o vice-prefeito Silvany Barros, que a partir do dia 13, assume como prefeito interino, já reuniu com o secretariado para articular o comando do município nesse período de ausência do prefeito Heleno Vilar. Silvany é empresário no ramo de farmácias, é filho de Catingal e agora tem a oportunidade de vivenciar a experiência de assumir o executivo municipal, com isso pode também adquirir experiência como gestor municipal para futuramente quem sabe, pleitear uma vaga de prefeito em Manoel Vitorino.

Manoel Vitorino: Vicente Charles anuncia seu nome como pré-candidato a prefeito em 2020


Foto: Facebook de Charles

Vicente Charles anunciou na manhã deste sábado ao nosso site que é pré-candidato a prefeito de Manoel Vitorino para o pleito de 2020, Charles, como é conhecido por todos, é empresário no ramo da agricultura e um dos maiores produtores de melancia no município de Manoel Vitorino. Charles também foi secretário de agricultura do governo Lenilton Lopes e goza de vasto conhecimento dos problemas que cercam o município. Quando perguntamos a Charles, como ele vai fazer para enfrentar o nomes políticos estão em evidência, Charles foi categórico em suas colocações; “A eleição de Bolsonaro a presidência desmontou toda e qualquer teoria de que precisamos de grupos políticos, de caciques e partidos com fortes aliados para vencer uma eleição, isso também começa a se aplicar nos municípios, a partir do cenário que estamos vendo acontecer, o eleitorado começa a ganhar autonomia em suas decisões e é neste contexto que eu estarei, na hora certa e no lugar certo”, pontuou Vicente Charles.

Charles disse ainda que, o povo anseia por um nome novo e que tudo que um candidato precisa é de uma nova ideia, de um novo modelo de fazer política e que isso ele tem e que, aos poucos pretende disseminar em sua pré-campanha para que todos tome conhecimento e possam amadurecer essa ideia.

Levy Barros

Paula Mattos, cantora sertaneja, é batizada nas águas: “Noite de renascimento”


Foto: Divulgação

Paula Mattos, uma das cantoras sertanejas da nova geração de maior sucesso, entregou a vida a Jesus e foi batizada nas águas numa cerimônia celebrada pelo apóstolo Estevam Hernandes e a bispa Sonia Hernandes, da Igreja Renascer em Cristo.

A celebração do batismo foi realizada na última terça-feira, 30 de outubro, no Renascer Hall, templo sede da denominação, localizado no bairro da Mooca, na capital paulista.

Nas redes sociais, a cantora compartilhou imagens do momento e fez um relato franco sobre sua decisão de descer às águas. “Decidi compartilhar com vocês, esse momento tão especial na minha vida. Eu já era batizada na #IgrejaRenascer há mais de dez anos, mas já fazia um tempo que eu estava sentindo vontade de renovar a minha aliança com Deus, de fortalecer ainda mais a minha fé e restaurar os meus sonhos”, explicou.

Diferentemente da tradição evangélica, a Igreja Renascer refaz batismos de fiéis que já tenham sido batizados. No geral, as denominações adotam o entendimento teológico de que o batismo, uma vez realizado, figura como um compromisso irretocável. Por outro lado, denominações tradicionais, como a Igreja Presbiteriana, não reconhecem o valor da cerimônia realizada pela Igreja Universal do Reino de Deus, por considerar a denominação fundada pelo bispo Edir Macedo uma seita.

Alheia a tudo isso, Paula Matos declarou que a noite foi especial para ela. “Foi uma noite de renascimento, de um novo ciclo, de um novo tempo maior e melhor em nome de Jesus”, completou. Gospel +

Missionário batista é assassinado durante emboscada feita por terroristas, em Camarões


A vida dos missionários cristãos espalhados pelo mundo é de total entrega e confiança em Deus, pois eles estão cientes dos riscos envolvidos no ato de evangelizar povos situados em regiões que muitas vezes se encontram em conflitos militares, onde há também grande intolerância religiosa e perseguição aos cristãos.

Esse é caso da República dos Camarões, país localizado na região Ocidental da África. No início desse mês o missionário americano Charles Wesco, sua esposa e mais oito filhos viajaram para o pais, enviados pela Igreja Batista, para levar o Evangelho de Jesus Cristo aos povos da região.

Entretanto, durante uma saída para comprar mantimentos, junto com outro colega pastor local, o carro em que estava Charles Wesco sofreu uma emboscada, sendo alvejado por vários tiros. O missionário foi acercado por duas balas, sendo pelo menos uma na cabeça.

Segundo informações do The Washington Post, o pastor assistente da Igreja Batista, Dave Halyaman, informou que o missionário e sua família estava hospedado justamente no subúrbio de Bamenda, cidade alvo dos conflitos que assolam a região nos últimos dois anos.

Após o incidente o missionário ainda chegou a ser socorrido para um hospital local, mas os médicos não conseguiram salvar a sua vida.

“Janet e eu estamos pensando no deputado Tim Wesco [irmão do missionário morto] e sua família enquanto eles choram a morte de seu irmão, Charles”, disse Eric Holcomb, governador do estado de Indiana, nos Estados Unidos. Ele emitiu um comunicado pedindo que todos orem pela família.

O ministro da Defesa de Camarões, Joseph Beti Assomo, confirmou que o atentado foi cometido por um grupo de quatro terroristas. Os agentes locais ainda trocaram tiros com eles, mas não conseguiram capturá-los, segundo o Christian Post.

Moro aceita convite de Bolsonaro para comandar o Ministério da Justiça


Foto: Silvia Izquierdo/AP

O juiz federal Sérgio Moro aceitou nesta quinta-feira (1º) o convite do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para chefiar o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Os dois estiveram reunidos nesta manhã, no Rio de Janeiro. Moro chegou à casa de Bolsonaro, na Barra da Tijuca, um pouco antes das 9h. Ele veio de Curitiba em voo de carreira e sem seguranças.

Após o encontro, Moro divulgou nota dizendo que aceitou “honrado” o convite. Moro disse, ainda, que aceitava o cargo com “certo pesar” pois terá que abandonar a carreira de juiz após 22 anos de magistratura.

“No entanto, a perspectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito à Constituição, à lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisão”, escreveu Moro.

“Na prática, significa consolidar os avanços contra o crime e a corrupção dos últimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior”, concluiu.

Segundo o juiz, a Operação Lava Jato seguirá em Curitiba “com os valorosos juízes locais”. Ele disse que desde já vai se afastar de novas audiências.

Com a decisão de se afastar do Judiciário, Moro não vai mais interrogar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – o petista seria ouvido em 14 de novembro.

Pouco antes de a nota ser divulgada, um assessor do presidente eleito já havia confirmado a decisão do juiz para o colunista da GloboNews e do G1 Valdo Cruz.

Moro é o quinto ministro anunciado pelo governo Bolsonaro. Outros quatro já foram anunciados: Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Paulo Guedes (Economia), general Augusto Heleno (Defesa) e Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia).

Nota divulgada pelo juiz Sérgio Moro

Fui convidado pelo Sr. Presidente eleito para ser nomeado Ministro da Justiça e da Segurança Pública na próxima gestão. Após reunião pessoal na qual foram discutidas políticas para a pasta, aceitei o honrado convite. Fiz com certo pesar pois terei que abandonar 22 anos de magistratura. No entanto, a perspectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito a Constituição, a lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisão. Na prática, significa consolidar os avanços contra o crime e a corrupção dos últimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior. A Operação Lava Jato seguira em Curitiba com os valorosos juízes locais. De todo modo, para evitar controvérsias desnecessárias, devo desde logo afastar-me de novas audiências. Na próxima semana, concederei entrevista coletiva com maiores detalhes.

Curitiba, 01 de novembro de 2018.

Sergio Fernando Moro

Vidente diz que Bolsonaro sofrerá novo atentado em alguns meses


A vidente, paranormal, bruxa e sensitiva Sandra Susi, que previu a eliminação do Brasil na Copa do Mundo e outros acontecimentos, deixou os eleitores de Jair Bolsonaro (PSL) assustados com uma previsão.

Em um vídeo publicado nas redes sociais, Sandra diz que as cartas mostraram que Bolsonaro sofrerá um segundo atentado em dentro de alguns meses. O presidente eleito, segundo ela, precisa se cuidar.

“Eu vejo Bolsonaro sofrendo mais um atentado. É necessário que ele se proteja muito, porque vai haver um outro atentado contra a pessoa dele. Estou aqui pra alertar para que ele não sofra, porque independente do que você quer ou não, a gente tem que dizer mesmo…”, falou.

Depois de virar uma outra carta, ela declarou: “Vem mesmo, confirma um novo atentado para Jair Bolsonaro”. O vídeo foi publicado no dia 14 de outubro, duas semanas antes do segundo turno.

“Deus capacita os escolhidos”, afirma Bolsonaro em culto


O presidente eleito Jair Bolsonaro participou do culto na igreja Vitória em Cristo, na noite desta terça-feira (30). Ele subiu ao púlpito acompanhado do pastor Silas Malafaia, líder da igreja e um de seus mais firmes defensores nos últimos meses.

Além de agradecer pela eleição, deu uma palavra breve aos presentes, onde afirmou saber de suas limitações, mas acreditar que “Deus capacita os escolhidos”.

“Primeiro, quero agradecer a Deus por estar vivo. Pelas mãos de profissionais da saúde… Deus operou um milagre. Depois, quero agradecer também a Deus por esta missão, porque o Brasil está numa situação um tanto quanto complicada, com crise ética, moral e econômica”, afirmou.

“Quero agradecer a este povo de Deus pela confiança depositada em meu nome. E que os senhores e as senhoras podem esperar de mim uma pessoa comprometida com os valores da família cristã”, disse. Revelou que tomou a decisão de se candidatar à presidência na época de seu casamento, em 2013, cujo celebrante foi o próprio Malafaia.

Bolsonaro lembrou que seu slogan de campanha, “conhecereis a verdade e a liberdade vos libertará”, de João 8:32, veio da Bíblia, segundo a ele “a caixa de ferramentas” para consertar o ser humano.

Bastante aplaudido, ele mostrou sua emoção e pediu que as pessoas que oraram pela vida dele agora peçam a Deus para que ele consiga montar uma boa equipe de governo, que tenha “coragem” para tomar as melhores decisões para o país.

Malafaia mandou um recado à imprensa: “O Estado é laico, mas não é laicista”. Ressaltou ainda que os problemas do país não serão resolvidos em poucos meses. O pastor também enfatizou que o próximo presidente irá “mudar a história do Nordeste” ao utilizar a tecnologia israelense.

Encerrou declarando que Deus irá “mudar a sorte” do povo brasileiro. Clamando pela bênção divina sobre o presidente, ressaltou: “Deus escolheu as coisas de pouco valor, as que não são, para confundir as que são. É por isso que Deus te escolheu, Bolsonaro”.

Michelle Bolsonaro, uma primeira-dama evangélica


Foto: Divulgação

O Brasil terá em Michelle Bolsonaro algo inédito, uma primeira-dama abertamente evangélica. Embora minoria no país, cerca de 30% da população, o segmento tem uma grande identificação com o novo presidente.

Jair Bolsonaro disse repetidas vezes que era católico, mas frequentava a igreja evangélica por causa da mulher. Eles se casaram no civil em 2008, mas a cerimônia religiosa foi em 2013, quando a família estava na Assembleia de Deus Vitória em Cristo. O oficiante foi o pastor Silas Malafaia, que se tornou um ferrenho defensor da candidatura do capitão este ano.

Com poucas aparições públicas, Michelle tem um estilo discreto. É 27 anos mais nova que Jair – ele tem 63 anos e ela, 36. Conheceram-se em 2007. Ela já tinha uma filha de outro relacionamento, Letícia Aguiar, de 16 anos, os dois são pais de Laura, 8 anos.

Ele é ativa na Igreja Batista Atitude, na Zona Oeste do Rio, onde desempenhava até antes do período eleitoral, um ministério com surdos. Era intérprete de libras nos cultos aos domingos.

Trabalho nos bastidores

Malafaia conhece Michelle desde 2008, quando ela começou a frequentar sua igreja. O pastor a define da seguinte forma: “não é espalhafatosa, nunca gostou de aparecer ou colocar a cara para fora. Nem de se exibir. Ela gosta de trabalhar nos bastidores”.

Na Vitória em Cristo ela trabalhava no ministério “Mulheres Vitoriosas”, que dedicava-se a fazer obras sociais e na integração de mulheres com problemas e necessidades.

Na reta final da campanha Michelle foi vista ao lado do marido nas transmissões pela internet e na propaganda eleitoral veiculada na televisão. Na última quinta-feira (25), ganhou destaque no programa dedicado às pessoas com deficiências. Ela contou que aprendeu libras sozinha e que tem se empenhado a ajudar pessoas com deficiência.

“Minha mãe ensinou que a gente não podia negar água nem comida pra ninguém. E a gente cresceu com isso. Eu tenho um tio surdo, e ele que plantou essa sementinha na minha vida. Me despertou amor pelas libras, fui estudar e aprendi sozinha, e esse amor só foi aumentando”, testemunhou.

Na entrevista que concedeu no sábado (27), à rede Record, ao falar de Jair ela foi enfática: “Eu vejo Deus todos os momentos na vida dele”. Também afirmou que, como primeira-dama, desejava fazer “todos os trabalhos sociais possíveis”: “É um chamado que eu tenho, né? Tive essa aproximação com as pessoas com deficiência, os surdos… Tenho muito amor por essa comunidade. Quero fazer o melhor”.

Confira entrevista de Michele Bolsonaro ao Domingo Espetacular: