Churrascaria o Corujão faz corrente de solidariedade e distribui alimentos aos caminhoneiros


Foto: Facebook

Em meio à crise gerada pela pandemia do novo corona vírus, exemplos de solidariedade vêm se espalhando às margens das rodovias federais de todo o país. Por conta do isolamento social os comércios às margens das BRs fecharam as portas e os caminhoneiros ficaram em apuros, tendo que viajar por vários quilômetros até encontrar comida para comprar.

Mas em meio ao caos que se estabeleceu, o AMOR que PREVALECE tem falado mais alto, e uma família de CRISTÃOS, resolveram dedicar um dia de trabalho em seu comercio para servir esses heróis do asfalto.

A Churrascaria o Corujão, com todas as medidas de segurança, fez a distribuição de marmitex aos Caminhoneiros que passaram pela 116 hoje (31), no horário do almoço, a iniciativa foram de seus proprietários Neízio e Dete, uma ação voluntária e gratuita por amor a aqueles que sempre fizeram e continuam fazendo o progresso de nosso país, o Caminhoneiro.

Churrascaria o Corujão fazendo o bem sem olhar a quem recompensa só do senhor parabéns pra minha querida irmã Dete e meu cunhado Neizio Deus dará tudo em dobro pra vocês juntos Samos mais fortes

Posted by Point Drink's on Tuesday, March 31, 2020

Manoel Vitorino: homem invade casa, quebra tudo e vai parar na cadeia


Foto: Mera Ilustração

A Polícia Militar deteve e conduziu a delegacia um homem acusado de ter invadido a casa do vizinho, quebrado porta, janela, medidor de energia, roteador de internet e outros pertences. A confusão ocorreu no último final de semana no Povoado de Duas Irmãs, interior de Manoel Vitorino. Quando o acusado avistou a viatura fugiu adentrando ao matagal, a vítima foi orientada a prestar uma queixa na delegacia. Mas a confusão não parou por ai, a guarnição retornou para a cidade de Manoel Vitorino, minutos depois, os policiais foram informados que o acusado retornou a casa da vítima lhe ameaçando, mas populares conseguiram imobilizar o agressor. A confusão foi provocada por causa de discussão entre a neta da vítima e o meliante. Jr. Mascote

Sensibilizado pela situação de vulnerabilidade causado pela corona vírus, Val Baiano distribui cestas básica à famílias carentes da cidade


Foto: WhatsApp

Val Baiano vai distribuir, ainda nessa semana, cerca de cem cestas básicas para famílias extremamente carentes do município de Manoel Vitorino. Diante da situação de caos que o país está vivendo, quem mais sofre são as pequenas cidades do interior, que por consequência de sua distância das grandes metrópoles, onde estão os empregos e as oportunidades, acabam tendo o índice de pobreza mais elevado. Tendo em vista essa situação, o ex-jogador de futebol Val Baiano, arregaçou as magas e decidiu ajudar as famílias carentes de Manoel Vitorino, diante da situação de vulnerabilidade provocado pela corona vírus.

Nas redes sociais, internautas parabenizaram o ex-jogador pela atitude!

Manoel Vitorino: Marcelo Vilar é o pré-candidato a vice-prefeito de Silvany Barros


Foto: Levy Barros

O prefeito Silvany Barros Divulgou hoje (31), pela manhã na Rádio 95 FM, o nome do seu futuro candidato a vice-prefeito, trata-se do vereador Marcelo Vilar, irmão do ex-prefeito Heleno Vilar, que renunciou ao mandato alegando não querer mais continuar na política.

Marcelo Vilar, atualmente atua no município com o mandato de vereador, possui um trabalho de grande relevância no município e conhece cada região do extenso território de Manoel Vitorino, agora Marcelo Vilar é o pré-candidato a vice-prefeito do prefeito e pré-candidato a reeleição em outubro Silvany Barros.

Em entrevista com o radialista Elton Bispo, Silvany Barros anunciou oficialmente o nome de Marcelo Vilar como seu candidato a vice-prefeito nas eleições de outubro de 2020.

Normas da Anvisa sugerem que vítimas da Covid-19 devem ser cremadas


Foto: Reprodução / Cemitério Campo Santo

O Comitê Estadual de Emergências em Saúde Pública (COE) reafirmou a norma da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que os mortos pelo novo coronavírus sejam cremados. Na Bahia ainda não existem decretos que suspendam velórios das vítimas da doença, já sendo registrado a primeira morte pela Covid-19 na Bahia.

A Secretaria de Saúde da Bahia também orientou conjuntamente com seus órgãos de vigilância os gestores e demais trabalhadores que atuam em unidades assistenciais e serviços móveis de saúde sobre a emissão de declarações de óbitos.

Para mortes de casos em que a Covid-19 tenha sido confirmada por exame laboratorial, “o médico deverá emitir a declaração de óbito, com causa básica de óbito o novo coronavírus”. “Já em casos em que a Covid-19 não tenha sido confirmada por exame laboratorial, mas houver confirmação clínica, o médico deve solicitar/coletar exames e emitir a declaração de óbito, como óbito por suspeita da Covid-19”, diz a nota.

Pastor é detido por promover culto na quarentena


Um pastor de Fortaleza, Ceará, acabou preso na noite desta quarta-feira (25) após promover um culto em sua igreja e descumprir o decreto emitido pelo governo do estado para conter a pandemia de Covid-19, causa pelo novo coronavírus.

A ação da PMCE ocorreu no bairro Paupina após recebimento de denúncia de aglomeração de cerca de 40 pessoas que participavam da reunião.

O pastor, que alegou desconhecer o decreto, foi conduzido ao 13° Distrito Policial (DP), onde foi autuado em um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), no artigo 268 do Código Penal Brasileiro (CPB), por infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa.

O caso foi divulgado pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). O estado já contabiliza 211 pessoas infectadas com o vírus chinês, com pelo menos três mortes.

Governo vai abrir linha de crédito para antecipar pagamento de fornecedores


Foto: Secom/Governo Federal

Nas próximas semanas, o governo federal pretende lançar uma linha de crédito para pagamentos do setor público para fornecedores antecipadamente. Cristiano Rocha Heckert, secretário de Gestão do Ministério da Economia, declarou para a Agência Brasil que o Comprasnet, sistema de compras do governo federal, será o meio para pedido dos empréstimos.

A proposta é que o fornecedor de produtos ou serviços possa fazer um empréstimo em banco com garantia de contrato com o órgão público. O banco fará antecipação do pagamento e após recebimento o banco terá o dinheiro retornado.

O fornecedor poderá escolher, dentre os bancos credenciados, quais as melhores propostas de taxas e descontos. “Será uma plataforma integrada com nosso banco de dados de contrato. O poder público entra como garantidor que o contrato existe. Isso é fundamental porque diminui enormemente o risco do banco”, explicou Heckert.

A consulta pública sobre o tema foi finalizada na última sexta-feira (27) e a secretaria pretende agora criar a norma que vai autorizar a medida e fazer modificações de adaptação na plataforma.

O governo federal gasta cerca de R$ 48 bilhões em produtos e serviços de fornecedores por ano. Estados e municípios, que também usam o sistema Comprasnet, também estarão autorizados a usar a antecipação de crédito. De acordo com Heckert, 400 localidades já fizeram solicitação na plataforma.

Ele acrescenta que essa solução já vinha sendo analisada pelo governo federal, mas foi antecipada devido situação do país no enfrentamento da pandemia do coronavírus.

Prefeito de São José do Divino é primeira vítima fatal da Covid-19 no Piauí


A Secretaria de Saúde do Piauí confirmou, neste sábado (28), a primeira morte por coronavírus no estado, tendo vitimado o prefeito da cidade de São José do Divino. Conhecido como Antonio Felícia, o prefeito tinha 57 anos e era filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT).

O gestor possuia histórico de diabetes e hipertensão e teve uma evolução rápida da doença. Em nota, a secretaria afirmou que os exames feitos pelo Laboratório Central de Saúde Pública testaram positivo para o COVID-19.

Sem produção, povo terá dinheiro, mas prateleiras estarão vazias, diz Guedes


Em pronunciamento divulgado nesta sexta-feira (27), o ministro da Economia, Paulo Guedes fez coro ao presidente Jair Bolsonaro ao afirmar que, sem produção econômica, a população terá recursos financeiros, mas as prateleiras dos mercados estarão vazias.

Bolsonaro é crítico ao isolamento como forma de contenção da pandemia do novo coronavírus. Para ele, os idosos e pessoas com doenças preexistentes devem ficar em casa, enquanto jovens e adultos seguem com vida normal.

Guedes argumenta que, com o plano de emergência implementado pelo gohttps://www.bibliaonline.com.br/verno, as pessoas vão receber recursos para enfrentar o período de crise. Por isso, segundo ele, a produção em áreas essenciais não pode parar.

“O alerta do presidente é ‘sim, vamos cuidar da nossa saúde, mas não podemos esquecer que ali à frente temos um desafio de continuar produzindo, alimentar nossos doentes, alimentar a população’”, afirmou Guedes em vídeo divulgado pelo Ministério da Economia.

“Se não lembrarmos que temos que continuar resistindo com a nossa produção econômica também, vamos ter um fenômeno onde todo mundo está com os recursos, mas as prateleiras estão vazias porque nós deixamos a organização da economia brasileira entrar em colapso”, disse.

De acordo com o ministro, “duas enormes ondas avançam em direção ao Brasil”: a calamidade em saúde pública “que ameaça nossas vidas” e o risco de desemprego e crise econômica.

Guedes ressaltou que o governo tem medidas para atender toda a população, com ações específicas voltadas a trabalhadores formais, autônomos, aposentados e empresas. Segundo ele, o plano de emergência anunciado pelo governo já soma R$ 700 bilhões.

?Para o ministro, Bolsonaro alerta que o governo está lançando bilhões de reais na economia e que é necessário impedir uma desorganização do sistema.

Guedes, entretanto, não descartou o isolamento como forma de prevenção. Ele afirmou que “temos que ficar agora nesse isolamento por um tempo para nos protegermos e furarmos essa primeira onda”, ponderando que é essencial manter as atividades como as de médicos, produtores rurais e caminhoneiros.

O ministro, que tem 70 anos, permaneceu no Rio de janeiro nesta semana, onde despacha de casa e participa de reuniões por videoconferência. Na última semana, ele fez o teste para a Covid-19 e o resultado deu negativo, segundo o ministério.

Após espalhar fake news, Lívia Andrade pede desculpas à Igreja Universal


Em plena pandemia do novo coronavírus, circula nas mídias sociais diversas notícias falsas sobre o assunto, as chamadas “fake news”. Uma delas diz respeito à Igreja Universal do Reino de Deus, que supostamente estaria vendendo frascos de álcool em gel ao custo de R$ 500,00.

Muito embora a notícia falsa sobre a suposta venda de álcool em gel pela Igreja Universal já tivesse sido sido repudiada pela denominação, e também refutada por veículos de notícias e agências de verificação de conteúdo, a apresentadora do SBT Lívia Andrade terminou repercutindo a informação em rede nacional.

Lívia citou a informação falsa ao fazer um comentário na TV, mostrando uma imagem com a logomarca manipulada da Igreja Universal. Após esse fato, bispos da denominação reagiram lamentando o episódio.

“Banalização do Evangelho é você deixar o Evangelho de lado no momento do culto e usar esse momento para espalhar falsa notícia. Vamos aprender, vamos ser mais justos, mais focados no que realmente interessa. Esse assunto induz muitas pessoas ao erro”, afirmou o apresentador Renato Cardoso, genro de Edir Macedo.

Com a repercussão do seu erro, Lívia Andrade pediu desculpas pelo ocorrido em outra gravação, mas segundo Cardoso se tratou de “meia desculpa”, já que Lívia não citou o nome da Universal, nem se dirigiu especificamente aos líderes da denominação.

“Mesmo sem citar nomes ou instituições religiosas, algumas pessoas se sentiram ofendidas até porque está existindo uma fake news envolvendo a Igreja Universal. Fizeram montagens de vídeos e fotos, mas está sendo provado que a Igreja Universal não está fazendo isso”, afirmou Lívia em sua retratação.

Sem se dirigir aos líderes da Universal como um pedido de desculpa formal, Lívia ainda terminou sua fala alfinetando indiretamente, baseada em suposições, lideranças religiosas que estariam se aproveitando do momento de pandemia para explorar a fé da população.

“Então, eu quero pedir desculpas a essas pessoas que se sentiram ofendidas. Mais importante nesse momento é a gente ficar junto nessa luta contra o coronavírus e continuar tendo cuidado com essa galera que tenta ganhar dinheiro com a boa fé das pessoas” falou a apresentadora, segundo o R7.