Irmãos da barbárie de Queimadas compraram até cavalo de R$ 18 mil


Monstros de Queimadas estão no PB1 (Crédito: Arquivo)

O patrimônio dos irmãos Luciano (22) e Eduardo (28) Santos Pereira e o
possível envolvimento deles com o traficante carioca e chefe do tráfico
na Rocinha, Antonio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, de 34 anos está sendo
investigados pela polícia.

Com uma renda, segundo eles, de apenas R$ 1.500 eles adquiriram a vista
uma moto no valor de R$ 50 mil, um capacete avaliado em R$ 2 mil e um
cavalo de raça que custou R$ 18 mil. “Eles não trabalham e disseram que a
renda é uma espécie de pensão que recebem de familiares que residem no
Rio de Janeiro”, revelou o delegado André Rabelo.

A lavagem de dinheiro e o envolvimento com o tráfico de droga também
fazem parte das investigações da polícia. Ambos residiram na favela da
Rocinha, no Rio de Janeiro de onde chegaram a pouco tempo na cidade de
Queimadas, onde o traficante “Nem”, segundo a polícia, tem ramificação.

 

Bandidos podem ter ligação com “Nem” (Crédito: Arquivo)

Luciano e Eduardo estão presos no Presídio PB1, em João Pessoa,
juntamente com Luan Barbosa (20), Diego Rego Domingues (24), Jacó Souza
(18), José Jardel Souza Araújo (20 e Fernando França Silva Júnior, o
Papinha (20).

Eles, mais três adolescentes, que estão recolhidos no Lar do Garoto em
Lagoa Seca, se envolveram no estupro coletivo de seis mulheres e o
assassinato de duas delas, a professora Isabela Jussara Monteiro Frazão,
27 e a recepcionista Michele Domingos da Silva.

Para o delegado André Rabelo os estupros e assassinatos das jovens
estão elucidados, agora falta saber, revelou a autoria, quais praticaram
os atos sexuais com as mulheres. André disse ainda ter ficado
comprovado que Eduardo foi o único executor – quem atirou contra Michele
e Isabela Jussara.

 

Igreja onde aconteceu a missa de 7º Dia (Crédito: Arquivo)

Missa de 7º Dia

Na noite de sábado, 18, foi celebrada a missa de 7º Dia da professora e
da recepcionista. A igreja matriz de Queimadas, Nossa Senhora da Guia,
ficou lotada de familiares e amigos das duas mulheres.

Ao lado da igreja de Queimadas o corpo de uma das mulheres, a
professora Jussara Monteiro, foi jogado de cima da caminhoneta após ser
executada com tiros, sendo um disparo na vagina.

Por conta da barbárie que tomou conta da cidade de Queimadas foi
cancelada toda a programação elaborada pela Prefeitura Municipal para o
Carnaval.

Soneca pós-sexo seria forma de evitar discussão de relacionamento


Após uma boa noite de sexo com seu amor, ele vira para o lado e dorme ou
é você que cai no sono primeiro? Quem fica acordado por mais tempo tem
motivos para se irritar? Em um artigo publicado no Journal of Social,
Evolutionary and Cultural Psychology, os pesquisadores Daniel Kruger, da
Universidade de Michigan, e Susan Hughes, do Albright College, se
dedicam a explicar os mecanismos da soneca pós-sexo.
Os pesquisadores afirmam que dormir antes do parceiro pode ser uma
atitude inconsciente para evitar conversas sobre compromisso ou
problemas, a famosa DR (discussão de relacionamento). Se uma das partes
decidisse evitar estas conversas com sinceridade, haveria grande
possibilidade do outro se irritar ou ficar em dúvida quanto ao futuro do
relacionamento. Dormindo, não há espaço para esse tipo de
questionamento.

Ainda de acordo com as conclusões, quem fica acordado sentiria mais
desejo de carinho e ligação emocional do que quem dorme antes. Isso
porque o período pós-sexo representa um componente muito importante nos
relacionamentos. É um momento em que as conversas sobre compromisso e
ligação emocional tendem a acontecer com frequência. Quando um dos dois
cai no sono muito rapidamente, essas conversas passam a não acontecer.

Mas muito se engana quem pensa que na maior parte dos casos quem pega no
sono rápido são eles – os pesquisadores não encontraram diferença
significativa nos depoimentos de homens e mulheres. Mas o curioso é que
quando não há relação sexual, os homens costumam dormir depois das
mulheres. E a teoria é curiosa: eles ficam acordados por mais tempo por
um instinto de vigiar a parceira, para que ela não o deixe; ou então na
tentativa de seduzir suas mulheres para o sexo. Será?

Polícia prende o traficante Mica, um dos mais procurados do Rio


A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu nesta segunda-feira (20) o
traficante Paulo Rogério de Sousa Paz, o Mica, um dos líderes do tráfico
de drogas do Complexo de Favelas da Penha, na zona norte.
O bandido foi capturado na cidade de Maricá, na região metropolitana
fluminense, onde passava o carnaval. Na cidade, Mica estava hospedado em
uma casa de dois andares, com piscina e de frente para a praia. O
imóvel foi alugado por cerca de R$ 8 mil. Mica, inclusive, pretendia
adquirir uma fantasia com peruca para brincar em um bloco carnavalesco.
Em 2010, a polícia recebeu denúncias de que a mãe de Mica, Marilene Pereira,
teve registrada em seu nome uma motocicleta no valor de R$ 35 mil que
teria sido comprada pelo atacante Adriano, então jogador do Flamengo.
No Complexo da Penha, Mica estava à frente dos morros da Fé, Sereno, Caixa D’água, Caracol e Chatuba.
Em nota, a Secretaria de Segurança Pública informou que o titular da
pasta, José Mariano Beltrame, pedirá à Justiça a transferência de Mica
para um presídio federal fora do Estado do Rio.
“Tribunal do tráfico”
Mica ganhou fama após organizar um “tribunal” do tráfico, e condenar
quatro comparsas, que em novembro de 2005, atearam fogo em um ônibus na
zona norte do Rio, matando cinco pessoas.
A ideia do ataque surgiu a partir de um protesto de moradores contra a
morte de um traficante do morro da Fé. Mica foi acusado de mandar matar
o quarteto que participou do crime e jogou os corpos perto da extinta
Delegacia de Repressão a Entorpecentes, no bairro Grajaú, na zona norte
Na época, ele ainda tentou matar Anderson Gonçalves dos Santos, o
Lord, que foi quem ordenou o ataque ao ônibus. Lord conseguiu fugir de
Mica, mas foi preso meses depois e foi condenado a 444 anos de prisão
pelo crime. Deste então, Mica permaneceu dominando o tráfico no Complexo
da Penha.
Além de comandar o tráfico, executava àqueles que descumprissem suas
ordens ou o desagradassem, inclusive teria executado um morador de 18
anos, da Chatuba, porque ele teria cortejado uma de suas amantes. A
vítima foi chamada para uma conversa com Mica, que pediu explicações e
depois teria o executado na frente de inúmeros moradores.
Em 2007, Mica foi apontado como o mandante do assassinato de Elaine
da Silva Benedito, uma de suas amantes, porque ela teria revelado que
iria contar tudo para sua mulher. Mica também participou do sequestro de
turistas chineses e do ataque e da invasão ao morro dos Macacos, em
outubro de 2009.

‘Mexeu, morreu’, diz aviso pintado em portão de comerciante em Cuiabá


Preocupado com a violência e falta de segurança, um morador do bairro
Lixeira, na região central de Cuiabá, decidiu colocar um aviso no portão
de casa que tem chamado a atenção de quem passa pela rua. “Mexeu,
morreu”, diz a placa, na tentativa de espantar eventuais assaltantes.
Dúvio Miranda, mais conhecido como “Nhonhô”, disse que o comunicado está
fixado no local há mais de quatro anos, mas que antes era um pouco
menor.
Morador antigo da região e ex-caminhoneiro, ele contou ao G1
que a princípio se tratava apenas de uma brincadeira, mas se os ladrões
levarem a sério não faz mal. “Antes, eu usava isso no gavetão do
caminhão porque costumavam roubar muitas peças e hoje não deixa de ser
um aviso para os malandros”, pontuou.

Segundo Dúvio, que possui uma mercearia ao lado da casa dele onde
comercializa doces e outros produtos regionais da culinária cuiabana, o
local já foi assaltado duas vezes e, depois disso, resolveu colocar a
mensagem. “Uma vez, uma pessoa tentou entrar de madrugada na minha casa.
Minha mulher ouviu um barulho no telhado e me chamou, mas depois ele
acabou fugindo”, afirmou.

Em outra ocasião, chegaram a assaltar o comércio quando estava somente a
mulher dele e uma funcionária. O morador disse que, desta vez, os
ladrões levaram o dinheiro do caixa, mercadorias, e ameaçaram as vítimas
com arma de fogo, o que deixou a família assustava. “Fico preso aqui
direto por receio de sair”, reclamou.

CARNAVAL, FESTA ABOMINÁVEL AOS OLHOS DE DEUS!


O PORTAL CATINGAL NÃO POSTA NENHUMA MATÉRIA FAVORECENDO OU DIVULGANDO OS ACONTECIMENTOS DO CARNAVAL, PRESERVAMOS AQUI NOSSOS PRINCÍPIOS CRISTÃOS, POIS ENTENDEMOS, QUE ESSA FESTA MUNDANA TRÁS GRAVES CONSEQUÊNCIAS NEGATIVAS PARA A SOCIEDADE.
DEPOIS DA FESTA NÓS NOTICIAREMOS SIM, OS RESULTADOS E OS ESTRAGOS QUE ESSA FESTA PROFANA FEZ. 
QUE DEUS NOS AJUDE E PROTEJA NOSSA GENTE QUE AINDA NÃO TEM O CONHECIMENTO DO SENHOR E AINDA PARTICIPA DESSE ESCARNIO DA SOCIEDADE.

Casal em Poções completa 70 anos de casamento


Um casal da cidade de Poções tem
setenta motivos para comemorar esse dia 20 de fevereiro. Ostaque José
Ribeiro, 92 anos, e Arlinda Rosa de Jesus, de 89, completaram 70 anos de
casamento.
O data não deixou de ser passada em branco. A família promoveu a “Bodas
de Vinho” do casal. Ao lado das filhas, netos, bisnetos e tataranetos, a
missa aconteceu no bairro de Alto da Vitóri, em Poções e foi celebrada
pelo padre Washington, que é neto do casal.
Esse casal realmente está fazendo jus ao juramento, “até que a morte os separe”.

Pastor Silas Malafaia pode virar réu por incitar ódio aos gays


O Ministério Público Federal quer que a
Justiça obrigue o programa “Vitória em Cristo”, exibido pela Rede
Bandeirantes, se retrate de comentários homofóbicos feitos pelo pastor
Silas Malafaia. O malfeito ocorreu em julho do ano passado.

Usando gírias e palavrões, o pastor defendeu “baixar o porrete” e
“entrar de pau” contra integrantes da Parada Gay. De acordo com o pedido
encaminhado pelo MPF, a retratação deverá ter, no mínimo, o dobro do
tempo usado nos comentários preconceituosos.

“Os caras na Parada Gay ridicularizaram símbolos da Igreja Católica e
ninguém fala nada. É pra Igreja Católica ‘entrar de pau’ em cima desses
caras, sabe? ‘Baixar o porrete’ em cima pra esses caras aprender (sic). É
uma vergonha”, afirmou o pastor evangélico, durante o programa.

Indignada com as manifestações preconceituosas, a associação Brasileira
de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais protocolou
reclamação no Ministério Público Federal, o que motivou a abertura de um
inquérito civil para apurar o caso e terminou numa ação, com pedido
liminar.

O pastor chegou a ser ouvido pelo MPF. Malafaia explicou que tinha
feito uma crítica severa às atitudes de determinadas pessoas “desse
segmento social”, acrescida também de reflexão e crítica sobre a
ausência de posicionamento adequado por parte das pessoas atingidas. Ele
defendeu que as expressões “baixar o porrete” ou “entrar de pau”
significam “formular críticas, tomar providências legais”.

Para o Procurador Regional dos Direitos do Cidadão, Jefferson Aparecido
Dias, as gírias têm claro conteúdo homofóbico, por incitar a violência
em relação aos homossexuais. “Mais do que expressar uma opinião, as
palavras do réu em programa veiculado em rede nacional configuram um
discurso de ódio, não condizente com as funções constitucionais da
comunicação social”, disse o procurador.

Dias afirma que, como líder religioso, Malafaia é formador de opiniões e
moderador de costumes. “Ainda que sua crença não coadune com a prática
homossexual, incitar a violência ou o desrespeito a homossexuais
extrapola seus direitos de livre expressão”, argumentou. Por isso, a
importância da retratação de seus comentários homofóbicos diante de seus
telespectadores, além da abstenção de veicular novas mensagens
homofóbicas.

A ação também é movida contra a TV Bandeirantes. O MPF sustenta que
cabe à emissora que outras mensagens homofóbicas sejam exibidas, além de
veicular a retratação. “A emissora é uma concessionária do serviço
público federal de radiofusão de sons e imagens e deve compatibilizar
sua atuação com preceitos fundamentais como o direito à honra e à não
discriminação”.

Incêndio mata cerca de 100 pastores em presídio de Honduras


Um incêndio em uma prisão em Comayagua, cerca de 140 quilômetros ao norte de Tegucigalpa, capital de Honduras, chocou o país. Morreram pelo menos 300 prisioneiros, muitos deles eram pastores evangélicos que realizavam cultos diários na prisão.
O porta-voz do corpo de bombeiros, Josué Garcia, descreveu como “horrível” as cenas que ele viu no lugar enquanto tentavam apagar o fogo. Ele disse que muitos prisioneiros morreram gritando por não conseguir sair de suas celas. Na prisão havia 852 homens encarcerados.
Her Chinchilla, líder de um grupo de capelães prisionais de Honduras, falou sobre o estado de muitos dos prisioneiros e suas famílias.
“Confirmamos que existem muitos cristãos entre as vítimas “, explicou. Foi divulgado que entre 180 e 200 dos presos eram crentes que estavam reunidos em uma capela no centro da prisão. Este composto foi um dos primeiros a ser consumido pelas chamas. Estima-se que cerca de 100 dos mortos eram “pastores de células”.
“No centro temos pastores e co-pastores que fazem o trabalho com os presos. Muitos deles fazem seu treinamento teológico para serem pastores aqui mesmo. Há cultos todos os dias, esse trabalho é apoiado por diferentes igrejas e ministérios. Há discipulado todos os dias pela manhã e à tarde. Eles faziam correntes de oração por pessoas que ainda estão envolvidas no crime”, concluiu.
Havia um sistema de “células”, onde um prisioneiro pregava toda noite, com aprovação das autoridades prisionais. Os líderes das células eram escolhidos de acordo com seu testemunho. Vários agentes penitenciários participavam, ouvindo a pregação dos líderes de cada célula.
Chinchilla e vários pastores começaram a dar apoio espiritual às famílias que perderam seus entes queridos depois do incêndio. Mas eles dizem que isso não impedirá a continuidade do ministério, que deve ser recomeçado assim que a penitenciária reabrir.
Um levantamento do ministério indica que cerca de 70 presos que cumpriram pena naquele presídio hoje são pastores de igrejas em diferentes partes de Honduras.
“Um amigo ficou preso 12 anos, tornou-se um pastor na cadeia, está livre e hoje lidera uma grande igreja de 400 membros. Graças a Deus aprendeu bem o que lhe foi ensinado”, diz Chinchilla.
O presidente de Honduras, Porfirio Lobo, prometeu uma investigação completa sobre o incêndio. Ele disse que “foi uma tragédia lamentável e inaceitável”. Investigações ainda devem aprontar a causa do fogo. A hipótese mais provável é que as más condições eléctricas provocaram o fogo.
Traduzido e adaptado de CBN

Cantor sertanejo morre ao levar descarga elétrica durante show no RS


O cantor sertanejo Ênio Knak Júnior, de 27 anos, morreu na madrugada
deste domingo (19) após sofrer uma descarga elétrica durante um show em Santo Ângelo, na Região das Missões, no Rio Grande do Sul. A dupla Júnior e Marcel se apresentava no Clube Gaúcho, em um baile de carnaval.

Socorrido, Ênio foi levado ao Hospital de Santo Ângelo, mas morreu no
local. Após o acidente, a Polícia Civil isolou o clube, que encerrou a
programação para o feriado. O corpo está sendo analisado pelo Instituto
Médico Legal de Ijuí. “O local foi isolado para a perícia técnica.
Segundo informações dos médicos que o atenderam, ele sofreu uma descarga
elétrica”, disse o delegado Rogério Junges, responsável pelo caso.

Ênio Júnior se apresentava ao lado do irmão Marcel, de 24 anos. O pai e empresário da dupla, Ênio Knak, de 54 anos, disse ao G1
que ainda não se sabe o que causou a descarga elétrica, mas, para ele, a
casa de shows não tem responsabilidade. “O Clube Gaúcho sempre nos
atendeu muito bem e não tem culpa. Ninguém tem culpa. Foi uma
fatalidade”, disse Knak.

Segundo o pai, Júnior desmaiou durante o show. Ele chegou a ser
hospitalizado, mas os médicos não conseguiram reanimá-lo. “Estávamos no
palco eu, ele e o irmão dele no momento do incidente. Imediatamente
paramos o show e tentamos socorrê-lo. Tentamos reanimá-lo no clube e
depois, no Pronto Socorro de Santo Ângelo, mas não conseguimos.”

O velório deve ocorrer entre 15h e 16h deste domingo, após o corpo ser
liberado pelo IML. O local do sepultamento ainda não está confirmado,
nem o horário. A família tenta marcá-lo para as 10h desta segunda-feira
(20) no Cemitério Municipal de Santa Cruz do Sul.

Nascido em Santa Cruz do Sul, Júnior era músico havia 17 anos. Antes de
formarem a dupla, ele e o irmão Marcel pertenciam ao grupo Ghermânia,
bastante famoso na região. Arrasado com a morte do filho, o pai diz que a
dupla, apadrinhada pelo cantor Frank Aguiar, vivia um bom momento.
“Eles estavam fazendo shows no Brasil inteiro. Por dois anos, tocaram em
todas as corridas da Fórmula-Truck. Podia-se dizer que estavam
decolando”, lamentou. G1.

Damares inicia escolha do repertório de seu mais novo CD


Damares
se prepara para mais uma e longa etapa de sua carreira como cantora
gospel pentecostal, estamos falando da produção do novo CD que por hora
tem o lançamento previsto para novembro deste ano. (Ou seja ela vai ter um bom tempo para fazer tudo perfeito, sem pressas)
Após
o sucesso duradouro e da grande repercussão do CD “Diamante” que vendeu
mais de 300 mil cópias em pouco mais de um ano de lançamento, sem falar
no sucesso do DVD e CD “Uma vida, uma história” gravado no dia 22 de
outubro do ano passado e recentemente lançado pela gravadora
multinacional Sony Music, que conta uma produção sensacional e de
altíssimo calibre em relação à qualidade e música.
Agora a
cantoraDamares está selecionando novas canções para o repertório de seu
mais novo CD que como dissemos ao iniciar desta matéria, terá seu
lançamento previsto para novembro de 2012.
Será um grande desafio
superar a expectativa do público que muito escutou e se encantou com os
dois últimos álbuns lançado pela cantora, “Apocalipse” e “Diamante”. A
cantora como sempre busca se basear nas promessas de Deus quando se
trata em escolher músicas para representar a sua história e testemunho,
sem falar que preza muito pelo evangelismo e auto estima, valorização do
ser humano.
O seu repertório é sempre escolhido à dedo através
de muitas consagrações e orações, inclusive no início deste mês de
fevereiro a cantora esteve na casa do compositor Agailton Silva, onde
juntos estiveram orando e buscando a inspiração para as canções deste
novo e já prosperamente abençoado projeto!
Você que é compositor e
tem o sonho de ver a cantora Damares interpretando uma ou até mesmo
algumas de suas canções, poderá enviar agora mesmo a sua “benção” para o
e-mail exclusivamente dedicado ao repertório do novo CD Damares 2012: