TAXISTA MATA MULHER E DÁ TIRO NA PRÓPRIA CABEÇA DENTRO DE CASA


Um casal morreu na tarde deste domingo (29) em Feira de Santana, a 107
quilômetros de Salvador, depois que levaram um tiro na cabeça dentro da
própria casa. Segundo informações do Departamento de Homicídios, da 1ª
Delegacia de Polícia, testemunhas contaram que Gilma Santos Cruz, 35
anos, foi baleada pelo companheiro Fernando Santana Silva, 40 anos. Em
seguida Fernando, que trabalhava como taxista, teria atirado contra a
própria cabeça.
O crime aconteceu por volta das 12h de hoje na
rua Francisco Martins, no bairro de Capuchinhos. Ainda segundo a
polícia, na casa haviam indícios de que tinha ocorrido um assassinato
seguido de suicídio, mas prefere aguardar o resultado da perícia para
confirmar os dados. O casal não chegou a ser socorrido.
Ainda
segundo a polícia, testemunhas contaram que as vítimas viviam bem e que
não houve barulhos de brigas ou discussões antes do crime. Com Fernando,
Gilma tinha uma filha de um ano e sete meses. Ela também deixou outro
filho de 17 anos, de um antigo relacionamento.
Os corpos foram
removidos da casa e levados para o Departamento de Polícia Técnica
(DPT), onde serão periciados. Familiares, vizinhos e amigos serão
ouvidos pela polícia nesta segunda-feira (30) com o intuito de descobrir
o que teria motivado o crime. O caso será investigado pelo Departamento
de Homicídios da 1ª DP.

ACUSADOS DE ATERRORIZAR ZONA RURAL DE MANOEL VITORINO PRESOS PELA POLÍCIA CIVIL


Equipes de Investigadores do SI Regional e Territorial de Jequié, sob a
Coordenação do Bel. André Aragão Lima, Delegado de Policia Coordenador
da 9ª COORPIN/Jequié-BA e do Titular da DTP / Manoel Vitorino-BA, Bel.
Claudio Marques Pereira, na madrugada do dia 19/01/2012, se deslocaram
em duas viaturas padronizadas, ao Povoado de Caatigal, Zona Rural de
Manoel Vitorino, onde detiveram por crime de porte ilegal de arma de
fogo e de estarem de posse de um veículo motocicleta HONDA / Twister, de
cor prata, com chassi esmerilhado, os indivíduos ELENÍSIO CASTRO SOUZA, vulgo “Léo”, 25 anos de idade, LUCAS ALVES SANTOS, 23 anos de idade e GILMARQUES CASTRO SOUZA, vulgo “Muriçoca”,
de 21 anos de idade; Que tais indivíduos aterrorizavam os moradores do
Povoado de Caatigal, Zona Rural do Município de Manoel Vitorino,
causando pânico e temor aos munícipes, além de ameaçarem de morte o
Agropecuarista de iniciais E. V. G, de 54 anos de idade, os
quais chegaram a efetuar, por duas oportunidades, disparos de arma de
fogo contra o mesmo, consoante Registros de Ocorrências assentados na
DTP de Manoel Vitorino;  Que na residência de ELENÍSIO,
situada na Fazenda Alagoinhas, no mesmo Povoado, foram encontrados e
apreendidos os seguintes bens: 03 motocicletas, uma CG Titan, de cor
verde, placa policial JOP 7874;  uma Honda Twister, de cor vermelha, de
placa policial DRY 2177, e a Honda Twister de cor prata, acima descrita;
01 revólver calibre 32, de marca TAURUS, com numeração raspada; 05
cartuchos calibre 38; 03 espingardas de socar de fabricação artesanal.
Que os envolvidos e os bens apreendidos foram encaminhados à Sede desta
COORPIN, onde os autores foram flagranteados pela Belª Ivone Lopes da
Silva, Delegada de Policia Plantonista da DTP/Jequié, e os bens
apreendidos encaminhados ao DPT local para perícia técnica. É o que
cumpre informar.

Pr. Orlando e Levy Barros entrega requerimento aos vereadores pedindo aprovação de Lei municipal do dia dos Evangélicos


Na ultima quinta feira (27), o
Pr. Orlando Santos esteve presente na Câmara de vereadores do município de
Manoel Vitorino, para entregar aos parlamentares, um requerimento, onde
oficializou o pedido de aprovação, como lei municipal, do dia dos evangélicos.
Na oportunidade esteve presente,
juntamente com o Pr. Orlando, o Pr. Raulino, pastor da Igreja Assembléia de
Deus de Manoel Vitorino e o Cantor Levy Barros, Diácono da Igreja Assembléia de
Deus no Distrito de Catingal.
O projeto de lei visa à aprovação
do Dia dos Evangélicos no município de Manoel Vitorino; sendo este dia, feriado
municipal.
A reunião aconteceu na sala
reservada da Câmara Municipal, com a presença dos vereadores: Brito, Olavo,
Clodildes, Tói Caveira, Jonas Barros e o Presidente da Câmara, Landinho.
O Pr. Orlando Santos, esclarece
aos vereadores presentes, a dificuldade que os evangélicos encontram no
município, para realizar festas comemorativas.
“Nós somos a classe que menos
damos trabalho ao poder público, realizamos festas e grandes cultos ao ar livre
e nunca dependemos da polícia, ambulância, médicos e muitas outras coisas que
numa festa secular é necessário. Pelo contrário, trabalhamos diariamente com o
social, com a saúde, tirando pessoas das drogas e integrando novamente a
sociedade; portanto preço aos nobres parlamentares, membros desta casa, que,
nos conceda o direito de festejar o nosso dia, declarou o Pr. Orlando Santos”.
Todos os vereadores presentes
foram favoráveis ao requerimento, o vereador Olavo Meira agradeceu a
oportunidade de poder votar em um projeto que segundo ele é mai do que
louvável, o vereador Landinho também afirmou pleno apóio e ressaltou que, se
tratando de um projeto de alto escalão como esse, ele tem certeza que as
vereadoras ausentes, Glória, Marlene e Adriana também estarão abraçando, pois
trata-se de um projeto louvável para o município.
O vereador Jonas Barros,
expressou sua imensa satisfação em votar num projeto tão importante, que fará
parte da História de Manoel Vitorino.

Os vereadores: Brito, Clotilde e
Caveira fizeram deles as palavras dos colegas e disseram que, no que depender
deles o projeto já está aprovado. 

Ouça áudio da petição e entrega da abaixo assinado.

SINAL DE CELULAR EM CATINGAL, CONTINUA SEM FUNCIONAR


Em Janeiro de 2009 a empresa de telefonia vivo, numa parceria com a
Fazenda Riocon e a prefeitura de Maracás, implantou uma torre para o
fornecimento do sinal de celular para essas regiões. O distrito de
Catingal, município de Manoel Vitorino, também foi beneficiado em várias
regiões na zona rural, porém a sede distrital, Catingal, o sinal passou
a aproximadamente 20 metros de altura, essa é a altura da caixa d água,
onde o sinal de celular funciona perfeitamente bem.
Fizemos o teste e em cima da caixa d água pega o sinal de celular então
precisaria de uma antena repetidora para retransmitir o sinal para a
população de Catingal, que chega a aproximadamente 3.000 mil habitantes.
Na época o presidente do sindicato dos trabalhadores rurais, o saudoso
Vitor Vieira, fez um abaixo assinado a fim de colher o máximo de
assinaturas possíveis para apresentar a empresa de telefonia vivo, para
então ver a possibilidade de colocar essa antena.
O prefeito do município de Manoel Vitorino, Sr. Lenilton Lopes, sabendo
da intenção do seu rival político, em uma viagem a Brasília pediu a
antena repetidora ao ex-deputado federal Severiano Alves, que não pensou
duas vezes. Entrou em contato com a vivo para saber se era legal e
depois da autorização comprou a antena que custou, segundo informações,
22 mil reais.
Agora o sonho estava mais perto da realidade, 15 dias antes das eleições
2010, começaram a colocar os aparelhos para funcionar, mas dirrepente o
sonho vira pesadelo mais uma vez. Os técnicos enviados pelo prefeito
não conseguiram, em 15 dias colocar o sinal pra funcionar senão para
quatro visinho da caixa d água.
Chegou o dia da eleição e o prefeito Lenilton precisava de votos e então
veio a sacada: “em oito dias nós colocaremos esse sinal para funcionar
em Catingal” disse o prefeito antes das eleições. Daí para cá, o
prefeito nunca mais apareceu no distrito de Catingal, nem seus técnicos
para colocar antena de celular. As lojas que comprou aparelhos de
celular para revenda ficou no prejuízo e quem comprou celular para o uso
pessoal, usa pra ouvir música, por que não tem sinal de celular em
Catingal.
Por Levy Barros/Portal Catingal

CELULAR EM CATINGAL, QUEM SERÁ O AUTOR DESSE FEITO?


Em novembro de 2009, foi inaugurado no povoado de Porto Alegre, Município de Maracás, uma torre de celular da operadora vivo.
Com essa torre o Distrito de Catingal ficou a um passo do sinal da VIVO, ou melhor, a 20 metros, essa é a altura que o sinal cobre a sede Distrital, Catingal.
É necessária uma antena repetidora para transmitir o sinal para os moradores do Distrito de Catingal. A rumores que nos próximos 3 meses teremos sinal de celular em Catingal. O comentário da cidade agora é outro. “Quem será o autor desse feito?”
No último dia 12 de Abril, no povoado de Salinas, o Vice Prefeito Genival Alves fez o primeiro pedido da antena repetidora, ao Dep. Euclides Fernandes, minutos depois o Dep. Euclides Fernandes, discursou sobre outros assuntos por quase meia hora e não deu nenhuma resposta sobre o pedido do Vice.
O Prefeito Lenilton Lopes, disse que faria o que fosse possível para que o sinal fosse colocado em Catingal o mais rápido possível, porém afirmou que não dependia somente da prefeitura.
O Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Manoel Vitorino, Sr. Vitor Vieira, também fez o pedido ao Dep. Edson Pimenta, o qual pediu que fizesse um abaixo assinado com o Maximo de assinaturas possível. No dia seguinte, Vitor Vieira colocou voluntários em cada Rua de Catingal, os quais colheram centenas de assinaturas. Segundo informação as assinaturas já foram enviadas e o Dep. Edson Pimenta já está tomando todas as medidas necessárias.
Quando eu estava finalizando essa matéria recebir informações que, a pedido do Prefeito Lenilton Lopes, o Dep. Severiano Alves, já está providenciando tudo para colocar o sinal de celular em Catingal.
Achei necessária colher algumas opiniões dos moradores e fui pra rua perguntar o povão. Três das opiniões que ouvir julguei necessário postar nessa matéria.
1º Para muitos moradores, Lenilton vai colocar o sinal em Catingal sim, pois isso ficará marcado em seu mandato e entrará para a história.
2º Para outros, ninguém vai fazer nada, A vivo julgará necessário expandir o sinal, até mesmo porque alcançará mais de 5 Mil novos usuários, e todos eles vão dizer: “Fui eu que Coloquei”.
3º E outras pessoas disseram que, Vitor, é o único que interessa por Catingal, ainda que ele não alcance colocar o sinal, mas foi através da abaixo assinada que ele fez que os outros ficaram com medo e correram atrás. Antes do abaixo assinado ninguém fazia nada. Nem se ouvia falar de celular em Catingal.
Bem, o certo é que, nessa briga quem sai ganhando são os moradores de Catingal que, em breve terá seus aparelhos de celular funcionando e sendo útil para acessar as tecnologias que o mundo moderno oferece.
Fonte: Levy Barros