Garotinho assume que falou com militar envolvido em greve de PMs na Ba


O
deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ) disse nesta quinta-feira (9)
que também conversou na quarta-feira (8) com o cabo do Corpo de
Bombeiros do Rio de Janeiro Benevenuto Daciolo a respeito de assuntos de
interesses da corporação. Garotinho informou que telefonou para Daciolo
várias vezes ao longo do dia. A última ligação aconteceu por volta de
18h45, quando os dois falaram sobre a tramitação da PEC-300, a emenda
constitucional que institui um piso salarial unificado para policiais e
bombeiros de todo o Brasil.

A
coincidência de assuntos fez Garotinho acreditar, erradamente, que ele
tivesse sido o interlocutor de Daciolo na gravação – feita com
autorização judicial – divulgada na quarta pelo Jornal Nacional, em que o
cabo diz haver riscos para a realização dos carnavais de Salvador e do
Rio.

“A
conversa foi muito parecida”, disse o deputado. O interlocutor, porém,
não é ele. Apesar do teor parecido dos diálogos, o deputado fez questão
de esclarecer que não estimulou nenhuma ação de vandalismo por parte do
movimento grevista. As informações são do G1.

‘Não ensinei nada disso a Prisco’, diz Sargento Isidório


Presente às imediações da Assembleia Legislativa da Bahia na manhã desta quinta-feira (9), o deputado estadual Pastor Sargento Isidório (PSB) disse que ficou surpreso com a reportagem exibida pelo Jornal Nacional, da Rede Globo, na qual uma gravação revela uma conversa entre o líder grevista Marco Prisco e um homem a falarem sobre fechamento de rodovias e queima de carretas. “Na greve de 2001, não teve nada disso. Eu não ensinei nada disso a ele”, afirmou. Em seguida, porém, o deputado se contradisse, relativizou o comportamento de Prisco e levantou dúvidas sobre a autenticidade do áudio. “Isso se realmente aquela for a voz dele. É necessário também dizer que, se aquela for a voz dele, foi em um momento de tensão, em que a Assembleia estava para ser invadida. Sabe Deus o que se passa na cabeça de uma pessoa naquele momento. Agora, se ele mandou fazer algo errado, é com ele e com Deus, que vai punir”, disse. Ao ser perguntado se acreditava que a greve se encaminhava para o final, Isidório levantou dúvidas sobre esta hipótese e falou sobre o papel desempenhado pelo líder grevista. “Se Deus não tiver misericórdia, a greve só vai mudar de lugar. Porque Prisco é que era o legítimo para acabar com a greve. A tropa estava gritando ‘rei, rei,rei, Prisco é nosso rei’. Você sabe o que é isso?”, questionou. O deputado opinou ainda que “não se acaba com um movimento por coisas isoladas” e contou que pedirá a concessão do título de cidadão baiano ao general Gonçalves Dias.

Colunista aponta envolvimento de Garotinho com greve da PM


O deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ) foi apontado pela coluna
Radar, da revista Veja, como um dos articuladores da greve da Polícia
Militar (PM) no Rio de Janeiro e incentivador do movimento na Bahia. As escutas telefônicas realizadas pela Secretaria de Segurança Pública (SSP),
com autorização judicial, teriam flagrado o parlamentar ao estimular
Benevenuto Daciolo, cabo do Corpo de Bombeiros e líder do movimento no
Rio, a deflagrar a paralisação no estado. Em seu site oficial, no
entanto, Garotinho nega as acusações. “Não é verdadeira a informação que
consta na coluna Radar, assinada pelo jornalista Lauro Jardim,
insinuando que a Polícia Federal tem escutas nas quais apareço
insuflando a greve de policiais e bombeiros no Rio de Janeiro. Esclareço
que liguei para o cabo Daciolo para saber como estava o clima da tropa
no Rio de Janeiro, se ia ter greve ou não, e para informar-lhe que havia
pedido aos líderes do PR, do DEM e do PPS que pressionássemos o
presidente da Câmara para colocar em votação a PEC 300”, diz a nota.

Romário critica falta de trabalho na Câmara


O ex-jogador e deputado federal Romário (PSB-RJ) criticou na madrugada
desta quinta-feira (9), em sua página no Twitter, a lentidão da Câmara
em votar propostas e a falta de trabalho na Casa. Entre as matérias
citadas pelo parlamentar, está a PEC 300, que cria um piso salarial
nacional para policiais e bombeiros. A medida é uma das principais
reivindicações dos profissionais, que articularam até mesmo um movimento
grevista em nível federal. “Têm 3 semanas que venho em Brasília para
trabalhar e nada acontece. E olha que estamos em ano de eleição”,
reclamou Romário. “E Espero que na minha próxima vinda a Brasília tenha
alguma p… pra fazer. Ou será que o ano só vai começar depois do
carnaval?”, questionou o ex-jogador. Sobre o aumento da criminalidade
verificado com a paralisação de PMs, o deputado opinou: “A PEC 300
também não foi votada. Têm greves acontecendo, pessoas morrendo e lojas
sendo saqueadas. Nós políticos somos culpados mesmo!”. Informações do G1.

Jequié: Polícia recupera três motocicletas roubadas


A equipe da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) de Jequié
recuperou, na tarde desta quarta-feira (8), três motocicletas roubadas
durante o fim de semana. No município do sudoeste do estado, parte da
polícia militar também aderiu à greve. Dois veículos foram localizados
em um imóvel abandonado, na localidade do Alto da Coelba, ao lado da
casa de um dos assaltantes, identificado como Adeildo Nunes Oliveira
Júnior, o Juninho. Ele conseguiu escapar ao cerco policial e é
procurado. Segundo a delegada Grazziele Quaresma, titular da
DRFR/Jequié, a terceira motocicleta, de placa JSZ – 8444,foi recuperada
pelos investigadores com o apoio da Guarda Municipal, próximo ao prédio
da prefeitura da cidade, no bairro Jequiezinho. A polícia busca agora
identificar os demais assaltantes envolvidos nos crimes e confirmar a
autenticidade das placas ostentadas em cada um dos veículos apreendidos.

Conquista: Desabamento deixa um morto e dois feridos


Foto: Blog do Anderson
Um homem morreu e dois ficaram feridos em um desabamento no final da
manhã dessa quinta-feira (9), em Vitória da Conquista. De acordo com
informações do Blog do Anderson, a ocorrência foi registrada em uma
construção localizada no cruzamento das avenidas Serrinha e Brumado, na
zona oeste da cidade, quando os operários trabalhavam. A Polícia Militar
e Corpo de Bombeiros fizeram a retirada das vitimas. O Serviço de
Atendimento Móvel de Urgência (Samu) conduziu Walter Alves Filho, 34
anos, e Aguinaldo Novais Costa, 49, ao Hospital São Vicente. O corpo da
vítima fatal, Oswaldo Souza Farias, 41 anos, foi encaminhado ao
Instituto Médico Legal (IML). No início da tarde, o edifício ao lado da
obra foi evacuado e interditado, segundo a coordenadora da Defesa Civil
em Vitória da Conquista. De acordo com Rosa, a medida foi para preservar
vidas dos moradores, tendo em vista o risco de desabamento no imóvel.

Agência do BB é arrombada em Riachão de Jacuípe


Uma agência do Banco do Brasil foi invadida na madrugada desta
quinta-feira (9), em Riachão de Jacuípe, cidade localizada a 183 km de
Salvador. De acordo com informações da TV Bahia, os bandidos utilizaram
um maçarico para arrombar os cadeados da porta principal do imóvel. Eles
tentaram roubar um caixa eletrônico, sem ser impedido por nenhum
segurança do banco. No entanto, nenhuma quantia foi roubada. A polícia
investiga o caso.

Greve da Polícia Militar chega ao fim em Brumado


Ao contrário dos policiais militares grevistas ligados ao movimento
que ocupou a Assembleia Legislativa, a PM de Brumado, no sul do estado,
resolveu pôr fim à greve que durou seis dias no município, de acordo
com informações do Brumado Notícias. O major Arthur Mascarenhas, da 34ª
Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), comunicou o
encerramento da paralisação após reunião com os soldados. Algumas
viaturas já foram vistas em circulação na cidade.

Comércio de Salvador tem prejuízo de R$ 400 milhões


O comércio varejista de Salvador teve um prejuízo equivalente a R$ 400
milhões durante a greve da Polícia Militar. O valor contabilizado foi
informado nesta quinta-feira, pelo presidente da Confederação Nacional
de Dirigentes Lojistas (CNDL), Roque Pellizaro Junior. De acordo com o
representante da CNDL,  a situação é bastante complicada. “Em Salvador, o
comércio teve de fechar suas portas. O prejuízo é maior principalmente
se isso ocorre no início do mês, que é quando se fatura mais da metade
do ocorrido em todo período”, explicou. Pellizaro ainda se mostrou
preocupado com possíveis manifestações em outros pontos do país.”A gente
já viu pelas gravações divulgadas de que estão planejando mobilizações
para criar imbróglio em outros estados. A greve no serviço publico é
pior do que no setor privado. Neste caso, unico afetado é o cidadão
brasileiro”, reiterou.

Filha de Wando expulsa Agnaldo Timóteo de velório do pai


A família pediu privacidade no velório de Wando — queria apenas
familiares e amigos no cemitério Bosque da Esperança, em Belo Horizonte
–, mas as fãs apareceram mesmo assim para homenagear o ídolo com suas
maçãs e calcinhas. A família só não esperava que uma atitude
desagradável partiria justamente de um amigo de Wando, o cantor Agnaldo
Timóteo. Prestando seu adeus ao colega, o cantor brega quis pegar o
microfone, que estava com o padre, e “agradecer a imprensa por tratar
Wando de maneira respeitosa após sua morte”, mas a filha de Wando,
Gabrielle Burcci, não deixou e pediu que Timóteo fosse embora do
velório. O corpo do cantor foi enterrado nesta quinta-feira, em Minas
Gerais.

 

“A filha dele não me deixou nem agradecer, mas a gente precisa
respeitar a reação de uma família que acaba de perder um mito da música
nacional. Eles estão bravos comigo porque eu falei no programa da Sônia
Abraão que Wando gostava de uísque. Só que eles não sabem que quando eu
fui embora do programa, me disseram que ele não bebia mais há anos e eu
enviei um bilhete pedindo desculpas, que a Sônia leu no ar no mesmo
dia”, disse o músico ao site de VEJA.

“Eu sempre imaginei que Wando gostasse de uísque, porque ele sempre
gostou de bons restaurantes, bons carros… Ele gostava da noite”,
afirmou Timóteo. “Eu tenho uma amizade de 35 anos com o Wando, não 35
dias. Minha relação com Wando era maravilhosa, já até pedi até dinheiro
emprestado para ele. A filha dele nem me conhece, por isso me tratou
assim. Já o Junior, outro filho dele, eu conheço muito bem e sei que ele
deu muito trabalho para o Wando, esteve envolvido com coisas muito
desagradáveis”, disse o músico, sem especificar a que se referia.