TURISTAS COMEÇAM A DEIXAR SALVADOR ANTES DO CARNAVAL


O clima de tensão nas ruas de Salvador ainda é grande. O sentimento de instabilidade causado pela greve da Polícia Militar segue forte e já ameaça a realização do Carnaval. Isso porque, muitos turistas que já estão na capital baiana podem voltar para as suas cidades. Esse é o caso do mineiro Eduardo Mendes, em Salvador há uma semana, que está de malas prontas para retornar a Minas Gerais. De acordo com o administrador, ele e sua mulher se sentem desprotegidos. “Não nos sentimos seguros. Com essas notícias de mortes, assaltos, nós estamos nos sentindo muito inseguros”, relatou. Em conversa com o Bahia Notícias, o casal admitiu que voltará ao seu estado antes mesmo da esperada folia momesca.“Nós vamos ficar até o final da semana e vamos embora. Desistimos de ficar para o Carnaval, justamente por essa situação de instabilidade. Com a falta de segurança, decidimos não arriscar”, contou. A pedagoga Cláudia Cruz reforça a percepção de abandono e receio provocada pela paralisação dos PMs. “A gente tem andado tanto nas ruas quanto nas praias. Inclusive, ainda nem passeamos durante a noite por conta disso. Ficamos vigiando, 360 graus. Acredito que, mesmo com a volta dos policiais às suas atividades, não teríamos tanta segurança, até mesmo porque temos que ficar espertos em cidades turísticas. Aqui em Salvador, quando o medo bate voltamos rapidamente ao hotel”, ressaltou.

Irmãs que sofrem da síndrome do lobisomem


A alteração genética conhecida como
síndrome de lobisomem é uma das mais raras do mundo – ocorre em uma
pessoa a cada um bilhão. Mas afetou três mulheres de uma mesma família,
na Índia. Por causa da doença, as irmãs Savita, de 23 anos, Monisha, de
18, e Savitri Sangli, de 16, são cobertas de grossos pelos da cabeça aos
pés.

As três moradoras de uma vila perto da cidade de Pune, herdaram a
hypertrichosis universalis (nome científico da doença) do pai. Elas
controlam o crescimento dos pelos com um creme especial. Mas esperam um
dia ter dinheiro para pagar um especialista e fazer uma cirugia a laser.

Assim como grande parte das garotas na idade delas, as três também
sonham, sem muitas esperanças, em se casar. ´Não é provável. Quem vai
casar com alguém que tem pelos crescendo no rosto?´, diz Savita, a mais
velha.

Segundo o jornal ´Daily Mail´, a hypertrichosis universalis é uma
mutação genética rara. Células que normalmente inibem o crescimento de
pelos em áreas como pálpebras e testa, passam a provocar o crescimento
de cabelos nesses lugares. As indianas ainda possuem três outros irmãos
que não têm a doença.

A cirurgia a laser custa R$12,3 mil por irmã. Para ajudar as três a
pagarem a operação, o cineasta Sneh Gupta está planejando fazer um
documentário sobre elas. E com a visibilidade que vão ganhar na telona, é
possível até que consigam um noivo. Quem sabe?

Deputados baianos reconhecem ações do Estado para encerrar paralisação da PM


Uma comissão, formada por 12 deputados federais e a senadora Lídice da Mata, esteve na Governadoria na tarde desta quarta-feira (8) para apoiar a posição do governador Jaques Wagner em relação às negociações para o fim da paralisação parcial de policiais militares.
O deputado federal Nelson Pelegrino disse que a comissão de parlamentares tem ciência do esforço que o Estado faz para atender as reivindicações da PM. “Reconhecemos o esforço do Governo do da Bahia na busca da valorização profissional e salarial da Polícia Militar. Nos últimos quatro anos, por exemplo, os praças obtiveram ganho real em seus salários e foram adquiridos novos equipamentos, como coletes, armamentos, e viaturas. Foram contratados ainda mais oito mil policiais”.

Governo vai construir e modernizar unidades policiais no estado

A Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração, por meio da Superintendência de Desenvolvimento Comercial e Industrial (Sudic), será responsável pela construção e modernização de unidades das Polícias Civil e Militar localizadas em Salvador, Região Metropolitana e cidades do interior do estado. Para isso, um termo de compromisso, no valor de R$ 48,5 milhões, foi assinado nesta quarta-feira (8), pela SICM e a Secretaria da Segurança Pública (SSP.
As unidades (delegacias da Polícia Civil, além de companhias e batalhões da Polícia Militar) serão dotadas de estruturas compatíveis às atividades administrativas e operacionais desenvolvidas. O prazo para a execução dos serviços e obras será de 36 meses. Entre as obras, destacam-se a reforma, ampliação e modernização da sede da SSP, no Centro Administrativo, e a implantação do Departamento de Polícia Técnica de Camaçari e do Complexo de Delegacias de Feira de Santana.

Polícia Rodoviária Federal intensifica as ações na Bahia

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Bahia recebeu reforço de patrulheiros e viaturas para aumentar o policiamento nas rodovias federais em todo o estado. Foram relocadas equipes de policiais de vários estados com treinamentos em operações especiais, além de viaturas operacionais e helicópteros, que vieram para a Bahia por tempo indeterminado.
Os principais trechos sob reforço de policiamento são a BR 324, a BR 116, BR 110, BR 101, principalmente Salvador, Feira de Santana e Vitória da Conquista. As equipes de Operações Especiais deslocaram-se para o estado em virtude do aumento da violência percebida desde o último dia 31 de janeiro, quando foi iniciada a paralisação parcial da Polícia Militar.
A PRF também integra a operação de Garantia da Lei e Ordem (GLO), prevista em decreto presidencial e solicitada pelo governador Jaques Wagner à presidente Dilma Rousseff.

Polícia Civil reforça efetivo para Lavagem de Itapuã

Para garantir a segurança de milhares de baianos e turistas que vão participar da Lavagem de Itapuã, a Polícia Civil vai reforçar o efetivo, nesta quinta-feira (9), da 12ª Delegacia, que fica no bairro. Uma delegacia móvel será instalada na Sereia, próximo à Avenida Dorival Caymmi, e funcionará durante toda a festa.
O efetivo vai ganhar um reforço de 37 policiais, entre delegados e investigadores, que vão trabalhar em regime de plantão, das 8h às 20h. Um carro-presídio será deslocado para o bairro e ficará disponível para a transferência de pessoas detidas às unidades policiais.

Governo propõe GAP IV e GAP V e não punição dos PMs que participam pacificamente da paralisação‏


A implantação escalonada da Gratificação por Atividade Policial GAP IV, a partir de novembro de 2012, de forma que todo o efetivo da Polícia Militar seja promovido até 2015 à GAP V, principal reivindicação da categoria, é a proposta do Governo do Estado aos policiais militares. A GAP IV terá sua implantação concluída em 2013. Um processo de transição será implantado, em 2014, com a aplicação de uma escala intermediária equivalente à metade da diferença entre a GAP IV e a GAP V e, em novembro de 2015, todos chegarão à GAP V.
“Nós, ao longo de cinco anos, concedemos 30% de aumento real. E eu tenho limite na folha. As negociações são em torno da chamada GAP 4 e da GAP 5, mas evidentemente isso terá que ser partilhado até 2015″, explicou o governador Jaques Wagner. “Meu esforço está sendo esse, muito grande, fazendo propostas consistentes para que a gente possa terminar esse movimento”, concluiu.
Todo o efetivo da PM terá avanços na GAP, seguindo o mesmo cronograma. Além disso, está assegurado o reajuste de 6,5%, retroativo a janeiro de 2012. Essas propostas irão assegurar ganhos escalonados no período, que chegarão a 38,89% para soldados e a 37,11% para sargentos, graduações que correspondem aos maiores contingentes da tropa.
A proposta é centrada no objetivo principal de estabelecer uma política de mobilidade no avanço entre os níveis da GAP até chegar ao quinto e último nível da gratificação criada em 1997. Também está inserida na proposta uma medida de valorização do soldo com a incorporação de R$ 41,00 da GAP III.
O Governo do Estado também resolveu desconsiderar, pela via legal, como infração administrativa disciplinar as situações que envolvam, exclusivamente, a paralisação pacífica do serviço durante o período do movimento.
Entre 2007 e 2012, os policiais tiveram ganhos real de até 35,05%
Entre 2007 e 2012, o governo concedeu aos policiais militares ganho real de até 35,05% em seus vencimentos, já incluído o reajuste de 6,5% retroativo a janeiro para todos os servidores públicos. Com isto, os soldados tiveram ganho nominal de 79,36% e os sargentos, 87,19%, enquanto a inflação do período (IPCA) foi 38,61%. A segurança pública na Bahia foi reforçada com a admissão de 8.366 policiais militares e, para melhorar as condições de trabalho dos policiais, foram adquiridos equipamentos como 2.928 automóveis e 10.120 coletes balísticos.
A carreira dos praças foi restruturada, com o resgate das graduações de cabo e subtenente, extintas em governos passados, e foi eliminada a ‘GAP percentual’, que reduzia a remuneração durante a aposentadoria do policial. Também estão incluídos nos avanços alcançados no atual governo os pagamentos da gratificação por Condições Especiais de Trabalho (CET) aos praças que atuam em operações de policiamento e aos motoristas, e do auxílio alimentação, antes restrito a Salvador, para todo o estado, com aumento de 80% no valor. Em 2011, foi criado o Prêmio por Desempenho Policial (PDP), que começa a ser pago em 2012.

Com queda de 4,4%, Bahia tem 3º pior crescimento industrial do país


Com queda de 4,4% na produção da indústria em 2011, a Bahia é o 11º
estado com pior crescimento industrial entre os 13 pesquisados, de
acordo com a Pesquisa Industrial Mensal, realizada pelo IBGE. A produção
industrial baiana apresentou, em dezembro de 2011, na comparação com o
mês de novembro, queda de 5,2%. Já na comparação entre dezembro de 2011 e
dezembro de 2010, o recuo foi de 4,4%.

Em 2011, a produção industrial cresceu em nove dos treze estados
pesquisados. Paraná (7,0%), Espírito Santo (6,8%), Goiás (6,2%),
Amazonas (4,0%), Pará (2,7%) e Rio Grande do Sul (2,0%) ficaram acima da
média nacional, que é de 0,3%. Minas Gerais (0,3%), Rio de Janeiro
(0,3%) e São Paulo (0,2%) também tiveram taxas positivas em 2011.
Pernambuco (0,0%) repetiu o patamar do ano de 2010. Bahia (-4,4%), Santa
Catarina (-5,1%) e Ceará (-11,7%) tiveram queda na produção.

Na Campus Party, pesquisador prevê fim do celular em 5 anos


O celular como conhecemos vai desaparecer em breve e a educação terá
que se adaptar a mais essa mudança, afirmou Sugata Mitra, professor do
Massachusetts Institute of Technology (MIT), durante a Campus Party,
nesta terça-feira (7). O evento acontece no Anhembi, em São Paulo.
Especialista em tecnologia educacional, ele acredita que o aparelho vai
dar lugar a outra tecnologia em cerca de 5 anos, assim como aconteceu
com a vitrola e o walkman.

“O celular foi ficando melhor, mais barato e rápido. Se eu tivesse que
fazer uma previsão, diria que ele vai desaparecer em 5 anos”, afirmou.
Segundo Mitra, as novas tecnologias vão lançar um desafio aos
professores. “O que a educação deve fazer quando os jovens tiverem o
Google nas suas cabeças? Como você vai saber que um contabilista é mesmo
um contabilista ou se ele está apenas usando o Google? O significado da
educação, do diploma, terá que mudar em menos de 10 anos”, completou.
Em 1999, Mitra colocou um computador com acesso à internet em um muro
de uma favela de Nova Déli, na Índia. Câmeras mostraram a interação das
crianças com o computador. Segundo Mitra, elas iniciaram um novo
processo de aprendizagem graças à internet.
Na época do experimento, chamado “Hole in the Wall” (buraco na parede,
em inglês), os professores lhe questionaram o que aquilo mudaria na vida
deles já que os resultados das provas não estavam melhorando.

“Eles concluíram que o computador não estava ajudando, mas ninguém
perguntou se o problema não estava na prova. O computador ajudou as
crianças em várias áreas que a prova não contempla, como a
autoconfiança. Isso não é medido pela escola”.
Crítica a provas escolares
Segundo Mitra, as provas desenvolvidas pelas instituições não medem a
compreensão, e, sim, a memória. “No passado, a memória era importante
porque o cérebro era o único meio de se reter informações. Hoje, ela não
é mais importante, pois temos o pen drive, por exemplo”, explicou.
“Precisamos pedir para o sistema mudar em vez de pedir para o aluno não
usar o computador”.
Mitra acredita que é necessário redefinir o currículo escolar para que
ele fique mais interessante. “Hoje, as empresa contratam funcionários
com muita educação, mas que não são úteis. As pessoas conseguem ler uma
página inteira e não entender nada. Essas habilidades são mais
importantes para as empresas, hoje, do que trigonometria. Nós temos
exigências que não têm relação com o que está sendo ensinado. Há 300
anos, o fato de o currículo não ser interessante, não era um problema.
Hoje, isso não funciona”, completou.
Palestras desta quarta
O segundo dia de programação da Campus Party terá como destaque Dave
Haynes, vice-presidente de desenvolvimento de negócios da SoundCloud,
plataforma de áudio que permite capturar, registrar e compartilhar sons
por meio da internet. Ele fará uma palestra às 13h. Neil Harbisson,
artista visual e compositor britânico, contará sobre a experiência de
ter um olho eletrônico na cabeça que permite que ele reconheça as cores.
Harbisson possui acromatopsia, uma condição visual que o obriga a ver o
mundo em preto e branco.
Serviço
O que é? Campus Party Brasil 2012
Onde? Anhembi Parque – Av. Olavo Fontoura, 1.209, Santana, São Paulo
Quando? De 6 a 12 de fevereiro de 2012
Quanto? As vagas para participar do evento e acampar estão esgotadas. Entrada para o pavilhão de exposições é gratuita. G1.

Sêmen funciona como antidepressivo para as mulheres, indica pesquisa


O sêmen pode influenciar o humor das
mulheres, de acordo com um estudo realizado pela Universidade Estadual
de Nova York e publicado pela revista New Scientist.

Esta conclusão foi obtida depois de um levantamento com 293 mulheres
que responderam a perguntas sobre suas vidas sexuais e a tendência à
depressão. Os resultados mostraram que as mulheres que tiveram relações
sexuais sem preservativo tinham níveis mais baixos de depressão do que
aqueles que usaram preservativos.

A razão é que o sêmen em sua composição inclui substâncias como o
cortisol (aumento a afetividade), estrona (eleva o humor), prolactina
(funciona como um antidepressivo natural), ocitocina (eleva o humor e
cria um sentimento de apego), a melatonina (hormônio que regula o sono) e
serotonina (o neurotransmissor mais conhecido antidepressivo).

O estudo também constatou uma relação direta entre o uso do
preservativo e pensamentos suicidas. Entre as que não usam preservativo,
4,5% respondeu ter cogitado suicídio. Entre as que usam métodos
anticoncepcionais que evitam o contato com o líquido seminal, esse
percentual sobe para 13,2%.

WANDO MORRE EM MINAS GERAIS


O cantor Wando morreu na manhã desta quarta-feira (8) no Biocor
Instituto, em Nova Lima (MG), onde estava internado desde o dia 27 de
janeiro devido a fortes dores no peito e no estômago. Segundo o médico
João Carlos de Souza Dionísio, Wando teve uma parada cardiorrespiratória
às 8h e não resistiu. O cantor, cujo nome de batismo é Wanderley Alves
dos Reis, recebeu o célebre apelido da avó. Ele estreou em disco em
1973, cantando sambas.

Greve da PM: Robinson reforça argumento de movimento nacional pela PEC 300 e sugere ‘dissimulação’ da Anaspra


A afirmação do presidente da Associação Nacional de Entidades Representativas de Praças Militares Estaduais (Anaspra), Pedro Queiroz, de que a organização “nunca orquestrou nenhum movimento nacional” e considera a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 300 – que pretende padronizar os salários dos policiais conforme o pagamento do Distrito Federal – “inconstitucional” não foi engolida pelo secretário estadual de Comunicação, Robinson Almeida. Em entrevista ao programa Acorda pra Vida, da Rede Tudo FM 102.5, o titular do governo detalhou qual seria o modus operandi das greves de PMs que já afetaram estados como Rondônia, Maranhão e Ceará, antes de chegar na Bahia, e ameaçam se expandir para o Rio de Janeiro. Segundo ele, há até uma bula sobre a forma de agir para se obter êxito. “Essa não é uma leitura apenas do governador [Jaques Wagner], mas de todo o segmento de inteligência do governo federal que acompanha esse movimento. Tem uma cartilha que foi feita, com manual de procedimentos. Alguns líderes, inclusive, falam que são doutores nesse tipo de movimento, em que a regra é: escolha uma data anterior a um período muito importante no estado, como foi o Réveillon no Ceará, o Carnaval na Bahia, e como vai ser o Carnaval do Rio de Janeiro; convoque uma mobilização acumulada de reuniões preparatórias com policiais, decrete a greve, espalhe o terror para amedrontar e atemorizar a população e busque a adesão dos outros policiais que não estão envolvidos, com o sentimento corporativo de solidariedade; aí você ganha as suas conquistas salariais e a gente sai depois pedindo anistia para podermos implementar isso em outro estado e fazer, como em um dominó, um processo em cadeia de pedras que vão caindo uma a uma”, descreveu. Embora a Anaspra tenha recusado liderar as ações do presidente da Associação dos Policiais, Bombeiros e dos seus Familiares da Bahia (Aspra), Marco Prisco, que iniciou a paralisação no estado, Almeida desdenha do argumento. “Está muito claro o desenho. Isso tudo é coordenado por essa associação nacional, a Anaspra […]. Eu não posso confiar em uma associação que faz uma greve ilegal, porque a Justiça aqui declarou como ilegal e fechou a sede. Eu não posso confiar na palavra de quem, descumprindo a lei, orienta os seus associados a empunhar armas e ameaçar a população. Me parece muito mais dissimulação do que verdade esse tipo de expressão”, avaliou o secretário.

Policial militar é morto a tiros no Vale dos Lagos


Um Policial Militar foi morto na noite desta terça-feira (7) no bairro
de São Marcos, em Salvador. Segundo informações do posto policial do
Hospital Roberto Santos, o soldado estava em uma pizzaria quando o local
foi assaltado. Ainda de acordo a polícia, os assaltantes atiraram
contra o soldado quando perceberam que ele estava armado. A vítima era
lotado na 23ª Companhia da Policial Militar de Tancredo Neves. Segundo
informações da 23ª Companhia, ele entrou na corporação em março de 2005.
De acordo com um dos grevistas que segue na Assembleia Legislativa
(Alba) e que não quis se identificar, a vítima participava ativamente do
movimento e estava dentro da Alba até o início da noite. “Ele deixou a
Assembleia no início da noite para ir ver a família. Ele estava aqui
desde o primeiro dia de greve, participando ativamente do movimento”,
disse o grevista, lotado na 3ª Companhia Independente da PM. “Amanhã
[quarta-feira, 8] iremos fazer uma homenagem ao nosso colega”,
completou.
Não há confirmações oficiais de que o crime tenha envolvimento com a greve. Leia mais no RIUS