Parecer considera improcedente ação do PT contra pastores


Presidente da República na CGADB (Foto: Alan Santos/PR)

A ação movida pelo Partido dos Trabalhadores (PT) contra pastores da Assembleia de Deus, teve um parecer de improcedência, o que na prática representa uma primeira derrota para a sigla em sua tentativa de intimidar o apoio evangélico ao presidente Jair Bolsonaro (PL).

Na ação movida contra Adavilson Azevedo da Costa, José Wellington Costa Júnior e Sóstenes Silva Cavalcante, além do próprio Bolsonaro, alegava que os pastores teriam promovido campanha antecipada para o chefe do Executivo.

Bolsonaro participou da 45ª Assembleia Geral Ordinária da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), ocorrida em 19 de abril, em Cuiabá, no Mato Grosso, quando teve a oportunidade de falar aos participantes.

Na avaliação do Ministério Público Eleitoral, não houve “pedido explícito de voto” por parte do presidente ou dos apoiadores, o que é vetado pela Justiça Eleitoral em período de pré-campanha. Assim, a participação não configuraria campanha antecipada.

Para Paulo Gustavo Gonet Branco, vice-procurador-geral Eleitoral, a simples manifestação de apoio a um pré-candidato, por questões de afinidade quanto a valores e propostas, não caracteriza campanha antecipada.

“A conclamação genérica por que se obtenham candidatos afinados com a pauta de interesses e de valores da comunidade religiosa não constitui propaganda de candidato, mas manifestação inserida na liberdade de expressão”, diz o vice-procurador-geral Eleitoral em documento que o Gospel Prime teve acesso.

A decisão ainda ressalta que “não é dado restringir a palavra do cidadão que indica a seus admiradores, seguidores e ouvintes que critérios devem levar em conta para escolher os seus candidatos no pleito eleitoral.”

Acusação

O PT alegou que “a verdade é que os eventos mencionados, apresentados como compromissos oficiais de Jair Messias Bolsonaro, na qualidade de chefe do Poder Executivo, serviram apenas de pretexto para mais um episódio de campanha eleitoral extemporânea”.

No processo, o partido declarou que “o evento não passou de um ato de campanha, a despeito da aparência de culto religioso” e que José Wellington e Sóstenes “discursaram em favor da reeleição do presidente, com a sua anuência explícita”.

Câmara aprova texto-base do projeto que regulamenta ensino em casa


O texto-base do projeto que permite a pais educarem seus filhos em casa foi aprovado nesta quarta-feira (18), logo após aprovarem o requerimento de urgência para a votação do texto, votando o mérito do texto na sequência.

A votação do texto regulamenta o chamado homeschooling, o ensino domiciliar, sendo aprovado por 264 votos favoráveis e 144 contrários ao texto. Os deputados vão analisar os destaques na sessão desta quinta-feira.

Com a aprovação do regime de urgência para tramitação do texto, o projeto foi liberado de tramitar nas comissões. A oposição tentou convencer o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL) a tirar o projeto da votação.

A bancada da educação ficou divida durante a votação, tendo como vice-presidente a deputada Luísa Canziani (PSD-PR), que foi a relatora do projeto de educação em casa.

“A Câmara dos Deputados, através da aprovação do homeschooling, demonstrou, diante de um tema complexo e sensível, equilíbrio e serenidade na medida em que aprovou um substitutivo que permite a prática da educação domiciliar. O texto traz algumas diretrizes e balizas para proteger a integridade física, moral e, sobretudo, garantir o desenvolvimento pleno das crianças e jovens brasileiros”, comemorou.

Entre as bases impostas para a implementação do ensino domiciliar, estão dispositivos como a exigência de comprovação de escolaridade de nível superior ou educação profissional tecnológica de um dos responsáveis e apresentação de certidões criminais dos pais.

Além disso, o texto exige que a criança seja matriculada em uma instituição de ensino credenciada e cumpra os conteúdos curriculares do ano escolar, conforma estabelecido pela Base Nacional Comum Curricular.

Lula se casa em São Paulo, veja fotos do casamento


O ex-presidente Lula (PT) se casou na noite desta quarta-feira (19) com a socióloga Rosângela da Silva, a Janja, em São Paulo. A cerimônia e festa aconteceram em uma casa de eventos na Zona Sul da cidade e contou com a presença de cerca de 200 pessoas.

Os registros da festa foram feitos apenas pelo fotógrafo oficial de Lula, Ricardo Stuckert. A pedido da noiva, os convidados tiveram seus celulares retidos na entrada do evento e só devolvidos na saída. Clique no álbum e veja abaixo as fotos da casamento.

Fotos: Ricardo Stuckert

Mais de 600 mil crianças aceitam Jesus durante cruzada em Ruanda


O ministério “Cristo para todas as Nações” realizou mais de mil Cruzadas Kids em Ruanda. (Foto: Cristo para Todas as Nações)

Neste outono, as equipes evangelísticas da “Cristo para todas as Nações” (Christ For All Nations – CfaN) realizam mais de mil Cruzadas Kids em Ruanda, para alcançar as crianças da nação africana.

O país que já foi palco de conflitos sangrentos, registrou uma grande colheita para o Reino de Deus entre a nova geração. Durante nove semanas de evangelismo, mais de 695 mil crianças receberam Jesus.

“Para mim, pessoalmente, meu momento favorito é quando vejo crianças levantando as mãos para receber Jesus como Senhor e Salvador”, declarou o evangelista Samuel Hörnle, em vídeo publicado nas redes sociais da CfaN.

A visão das crianças levantando as mãos para aceitar Cristo se repetiu durante todas as Cruzadas Kids, na região de Kigali.

“É um privilégio ver como uma geração inteira é transformada pelo Espírito Santo. Temos visto tantas crianças seguindo o chamado do Pai para voltar para casa. Milhares de crianças estão proclamando e confessando Jesus como Senhor. Ver isso é um dos maiores privilégios de nossos tempos”, testemunhou Samuel.

O trabalho evangelístico com crianças faz parte da estratégia do evangelista Daniel Kolenda, líder da “Cristo para todas as Nações”, de quadruplicar o número de pessoas alcançadas pelo Evangelho nos próximos dez anos.

Chamada de “Colheita Dupla”, a estratégia missionária também inclui treinar novos evangelistas em programas, como o Evangelism Bootcamp, e colocá-los para pregar as Boas Novas nas cruzadas do ministério.

Nos últimos meses, a CafN também distribuiu mais de 110 mil cópias do livreto evangelístico “Ele Ressuscitou” em todo o mundo, levando milhares a Jesus.

Guia-me

Apenas 37% dos pastores dos EUA têm uma visão de mundo bíblica


Uma nova pesquisa realizada pelo Centro de Pesquisa Cultural da Arizona Christian University, mostra que apenas 37% dos pastores nos EUA possuem uma cosmovisão bíblica.

Os dados revelam o nível de apostasia que a maior nação protestante do mundo vem experimentando atualmente, com o que os pesquisadores apontaram como uma necessidade de despertar espiritual urgente nos púlpitos.

Entre os pastores seniores/líderes, 41% possuem uma cosmovisão bíblica – a maior porcentagem dentro dos subgrupos de pastores. Menos de um terço dos pastores associados/assistentes (28%), pastores docentes (13%) e pastores de crianças/jovens (12%) possuem uma cosmovisão bíblica, segundo os dados.

“Esta é outra forte evidência de que a cultura está influenciando a igreja americana mais do que as igrejas cristãs estão influenciando a cultura”, disse George Barna, diretor de pesquisa do Centro de Pesquisa Cultural da universidade.

Os dados foram coletados a partir de 54 perguntas divididas em oito categorias, relacionadas a uma cosmovisão bíblica. Entre as categorias, apenas uma teve como resposta uma cosmovisão bíblica, com relação ao propósito e ao chamado da vida (57%).

Uma minoria de pastores mantém uma cosmovisão bíblica nas outras sete categorias: família e o valor da vida (47%); Deus, criação e história (44%); práticas pessoais de fé (43%); pecado, salvação e relacionamento com Deus (43%); caráter humano e natureza humana (40%); estilo de vida, comportamento pessoal e relacionamentos (40%); e crenças e comportamentos relacionados à Bíblia, verdade e moralidade.

Já os dados relacionados aos pastores que atuam com ministério infantil, foram classificados por Barna como desanimadores.

“Lembre-se, a visão de mundo de uma pessoa se desenvolve principalmente antes dos 13 anos, depois passa por um período de refinamento durante a adolescência e os vinte anos. De uma perspectiva de visão de mundo, os ministros mais importantes de uma igreja são o pastor de crianças e o pastor de jovens”, disse.

Ele também apontou que sete em cada oito pastores do ministério infantil não têm cosmovisão bíblica, o que ajuda a explicar porque tão poucas pessoas jovens estão desenvolvendo modos de vida bíblico.

“Descobrir que sete em cada oito desses pastores não têm uma cosmovisão bíblica ajuda a explicar por que tão poucas pessoas nas gerações mais jovens do país estão desenvolvendo um coração e uma mente para os princípios e modos de vida bíblicos, e por que nossa sociedade parece ter superado na última década, em particular”, disse.

Gospel Prime

Fazenda Galopeira de Chitãozinho tem 10.000 bois


Chitãozinho, além de uma das maiores vozes do Brasil, ele é ‘Embaixador do Araguaia’ e se mostra um grande empresário da pecuária, apaixonado pelo campo!

Nomeado “Embaixador do Rio Araguaia” pelo governador Ronaldo Caiado (DEM), o cantor Chitãozinho, da dupla sertaneja com Xororó, é mais um dos famosos da música que também apostam na atividade agropecuária pelo país. Cantor é considerado um dos mais famosos do país e, por isso, Chitãozinho mostra fazenda milionária no interior de Goiás!

Foto: Arquivo Pessoal

Não é de hoje que os cantores sertanejos são apaixonados pela pecuária, na verdade a música caipira brasileira que antecede o sertanejo universitário atual é marcada por belas canções que retratam o mundo rural, são várias duplas caipiras que ainda hoje são celebradas pelo agronegócio brasileiro.

Formada pelos irmãos José Lima Sobrinho e Durval de Lima em 1954, a dupla Chitãozinho & Xororó recebeu o título de “reis do sertanejo“. E com todo esse sucesso, eles apostaram no agronegócio, mas de forma independente. O cantor Chitãozinho, que tem suas propriedades rurais no Estado de Mato Grosso do Sul, Goiás e São Paulo, é um grande criador da raça Nelore e possui também a plantação de grãos.

Na canção, um rancho fundo, bem para lá do fim do mundo; na vida real, a dupla sertaneja Chitãozinho e Xororó gosta mesmo é da magnitude das grandes fazendas de criação de gado. É nesse negócio que os cantores põem a maior parte de sua fortuna. “Mas isso é só uma coincidência. Em nossos investimentos, atuamos em carreira solo”, diz Xororó. A sede da fazenda Galopeira, em Mozarlândia, fica a 313 km de Goiânia, capital do estado. Lá é onde Chitãozinho possui maior parte do investimento. Segundo as informações, a propriedade possui, ao todo, cerca de 430 alqueires. Ela é utilizada para criação de animais de corte e plantação de grãos. Segundo informações, ele possui mais de 10 mil cabeças de gado em suas terras!

Além disso, a propriedade já passou por vários escândalos, desde o envolvimento com desmatamento ilegal quanto pela questão da sociedade do cantor com o seu amigo e engenheiro agrônomo José Azevedo Baptista, que teria direito a 25% da propriedade.

A dupla que também é íntima do agronegócio e volta e meia estão presentes em leilões de gado, além de serem criadores de Nelore. O nome de Chitãozinho até já foi usado para nomear um touro da raça Nelore de Carlos Viacava, o Rei do Nelore Mocho.

“O Chitão é nosso amigo e a filha dele fez aulas de rodeio aqui conosco no rancho CV. Por isso colocamos o nome. Touro bom com nome bom, para vender sêmen nas centrais tem que ter um nome legal”, diz ele. Eles acham mais seguro investir em gado do que em aplicações financeiras. “Não confio muito no mercado financeiro”, diz Chitãozinho.

Fotos em que Chitãozinho mostra fazenda no interior de Goiás:

Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal

 

Informações: Compre Rural

“Um dia a máscara caiu”, diz ex-feiticeira após conversão


Em uma live nesta quinta-feira (12), Jona Prado, que ficou conhecida por sua personagem Feiticeira, falou sobre o momento de sua conversão, em uma conversa com Karina Bacchi.

De acordo com ela, embora muitas vezes as pessoas criem personagens, a verdadeira essência sempre acaba se revelando. Ela disse que “um dia a máscara caiu”, ao se referir à transformação de vida que experimentou.

Além disso, ela lembrou que “não basta se tornar mais um cristão, é preciso ser discípulo de Jesus Cristo”. “É uma escolha que fazemos de abandonar a velha criatura para viver em novidade”, continuou.

Joana Prado também falou sobre a necessidade de viver corretamente, falando sobre atitudes corretas em todas as áreas.

“A vida é indivisível, devemos ser corretos em todas as áreas e viver de princípios, não de preferências. Não podemos confundir liberdade com libertinagem”, explicou.

Ao falar sobre seu passado como “Feiticeira”, momento em que ficou nacionalmente conhecida, ela diz que se arrepende. “Me arrependo da época da Feiticeira e arrependimento significa mudança de vida”, mencionou.

“Mas isso fez parte da minha vida e eu amadureci com tudo isso. Apesar de ter feito PlayBoy e ter sido considerada símbolo sexual, nunca vendi o meu corpo de forma literal, eu sempre me preservei”, compartilhou.