Era só o que faltava, gestor pode ser responsabilizado por comprar cloroquina com verba pública, alerta Sesab


A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) não recomenda a utilização de cloroquina e hidroxicloroquina para tratamento ou prevenção da Covid-19 em qualquer contexto que não seja de um estudo de ensaio clínico. O Centro de Operações de Emergência da Saúde (COE) da Sesab publicou notas técnicas contrárias ao uso dos medicamentos por entender que eles não tem eficácia comprovada para prevenção ou tratamento da infecção por coronavírus. A informação foi divulgada pelo secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, nesta quarta-feira (22).

Em vídeo divulgado nas redes sociais, Vilas-Boas cita além da cloroquina e hidroxicloroquina, a ivermectina e azitromicina. “Essas medicações devem ser usadas apenas em ambiente controlado dentro de ensaios clínicos”, afirmou o secretário.

As notas são dirigidas principalmente a secretários de saúde e a gestores de unidades de saúde. De acordo com o titular da Sesab, o COE recomenda que os gestores municipais não estabeleçam protocolos e não gastem recursos públicos com essas medicações sem eficácia comprovada. Vilas-Boas ainda faz um alerta aos gestores públicos que não seguirem a recomendação: “poderão ser objeto de uma posterior ação de órgãos de controle por estarem relocando recursos de outra área, que poderão vir a fazer falta dentro do combate do coronavírus, aplicando em terapêutica sem nenhuma eficácia”. Bahia Notícia

TCM pune prefeito de Nova Itarana


Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios determinaram que o prefeito de Nova Itarana, Antônio Danillo Italiano de Almeida, devolva aos cofres municipais a quantia de R$40.908,97, com recursos pessoais, em razão do pagamento indevido de multas e juros por atraso no recolhimento de contribuições previdenciárias no exercício de 2019. A decisão foi proferida na sessão desta quarta-feira (22/07), realizada por meio eletrônico. O gestor também foi multado em R$1,5 mil.

Para o conselheiro José Alfredo Rocha Dias, relator do processo, o pagamento de multas e juros por atraso no cumprimento da obrigação resultou em prejuízo aos cofres municipais. Assim, no seu entender, tendo esse dano decorrido de impontualidade pela desorganização ou pela falta de previsão de recursos, a responsabilidade é do ordenador de despesa.

Segundo levantamento da área técnica do TCM, houve atraso no repasse das contribuições em todos os meses do exercício de 2019, o que acarretou no pagamento indevido de multas e juros no montante de R$40.908,97.

Cabe recurso da decisão.

SESAB registrou 76 mortes pela COVID-19 em Hospitais de Vitória da Conquista


Foto: Blog do Anderson

Como o BLOG DO ANDERSON tem enfatizado, Vitória da Conquista é uma Referência Regional de Saúde e por isso tem recebido pacientes de todos os cantos da Bahia e do Norte de Minas Gerais em busca de tratamento hospitalar nesta Pandemia da COVID-19. Muitos pacientes estão curados, mas outros evoluíram a óbitos. Até o final da tarde desta terça-feira (21) a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia, através do Boletim Eletrônico, registrava 76 mortes. Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 3.552 casos de COVID-19, 45 óbitos e 4.172 curados. Dos 126.844 desde o início da Pandemia, 112.204 já são considerados curados, 11.704 encontram-se ativos e 2.936 tiveram óbito.

10 dicas para vencer o vício em pornografia e masturbação (a última é a mais forte)


Homem olhando no Notebook na cama. (Matthew T Rader / Unsplash)

É possível sim vencer o vício em pornografia e masturbação, pois é o que a Palavra de Deus nos ensina (1 Coríntios 10:13).

Caro leitor, eu entendo seu problema. É um grande problema e tem atingido milhões de homens e mulheres atualmente.

O inimigo de nossas almas tem agido fortemente nessa área e o mundo também tem favorecido que esse tipo de vício aconteça e se mantenha. Mas é possível sim vencer o vício em pornografia e masturbação, pois é o que a palavra de Deus nos ensina (1 Coríntios 10:13).

Para tanto, vou compartilhar dez segredos que vão te ajudar a não ser mais um viciado em pornografia e masturbação e, assim, conseguir ter a capacidade e a força necessárias para domar a força do vício quando ele aparecer.

Conheça como funciona seu vício

Todos os vícios têm um funcionamento bem parecido em nosso corpo e mente e é importante que o viciado conheça isso para que saiba lidar com as dificuldades que o vício provoca. Dentro de nosso cérebro existe um mecanismo de recompensa. O que significa isso? Por exemplo, quando comemos um chocolate ou fazemos algum exercício, substâncias são liberadas em nosso corpo que nos dão a sensação de prazer.

Essa é a “recompensa” por fazermos aquela determinada coisa. Os vícios, em geral, agem nessa área do cérebro. A nossa área sexual nos dá muito prazer e, quando a estimulamos, esses mecanismos de recompensa provocam sensações deliciosas. Por isso, se masturbar é algo tão gostoso.

E por ser gostoso seu corpo começa a desejar mais e mais desse prazer e você começa a ficar viciado nisso, desejando, se possível, ter toda hora essa sensação de bem-estar (custe o que custar). É nesse momento que ocorrem os desequilíbrios que nos prejudicam, pois, a força da vontade de ter o prazer nos faz usar o pecado como fonte desse prazer (acessando pornografia, por exemplo).

99% dos missionários não têm dinheiro para necessidades básicas


Missionário prega e batiza indianos. (Living Waters Mission)

A ONG Stewardship, organização que apoia cerca de 3 mil missionários que alcançam cerca de 250 mil pessoas, revelou que 99% dos cristãos que estão em projetos missionários ao redor do mundo vivem abaixo do custo de vida recomendado e possuem dificuldades para cobrir o essencial.

A instituição mostra que a maioria dos voluntários em tempo integral no ministério cristão renuncia às necessidades básicas e deixa de atender às demandas financeiras ao longo do ano.

O diretor de generosidade Daniel Jones disse ao Premier que a maioria vive com o suficiente, mas quando despesas maiores são necessárias, como o carro quebrar ou o aluguel aumentar, por exemplo, não há nenhum valor disponível para cobrir.

“Para as pessoas que trabalham no exterior com frequência, pode haver casos de doenças em que não há serviço público para recorrer, precisando pagar por custos médicos adicionais”, explica.

Diante desta informação, a organização lançou uma nova campanha para fornecer aos voluntários apoio adicional durante o período de Natal.

Jones diz que as necessidades essenciais de cada trabalhador podem variar dependendo de vários fatores, entre eles o tanto de viagem que eles realizam, o número de filhos e outros.

Além disso, muitos missionários não pedem ajuda financeira por vincularem a falta de fé na provisão de Deus.

Ele argumenta que, embora a confiança em Deus seja sempre essencial, isso não significa que não podemos procurar ajuda: “Vejo evidências na Bíblia de épocas em que o povo de Deus foi mostrado e incentivado pelo Senhor a arrecadar fundos e ir a outras pessoas dentro da comunidade de crentes para dizer: ‘Olha, eu estou fazendo este trabalho evangélico específico, por favor, você vai me apoiar?’”.

A organização sediada no Reino Unido lançou uma nova campanha em uma tentativa de dar a cada trabalhador cristão em tempo integral da Stewardship apoio adicional de 100 libras durante o período de Natal. G. Prime

 

Violência doméstica contra a mulher se combate com oração e denúncia


Cena do clipe “A Voz” de Cassiane (Reprodução)

Polêmico videoclipe da cantora Cassiane evidencia erro grave dentro de algumas igrejas evangélicas que é espiritualizar todas as questões sociais.

O clipe “A Voz”, da cantora gospel Cassiane, recebeu muitas críticas. Lançado no dia 17 de julho pela gravadora MK Music, o trabalho trata sobre um tema muito sensível que é a violência doméstica sofrida pelas mulheres.

A letra da música comenta sobre a voz de Deus que “acalma o mar, faz demônios saírem, pode curar e restaurar a vida. É a mesma voz que me chama para sentar à mesa. Voz que dá perdão e emudece os que julgam”. Até aí, nada de errado.

O problema no clipe são as cenas que mostram uma mulher sendo agredida, dentro de casa, por um homem alcoólatra. Ela teve dinheiro roubado por ele, aparece com hematomas no braço e olho roxo. As cenas mostram discussões, empurrões e tapas sofridos por ela. A violência doméstica foi retratada em detalhes.

A mulher resolve sair de casa. Deixa um bilhete e uma Bíblia sobre a cama e vai embora. No bilhete, escreveu que está orando pelo marido e que o perdoa. Ele lê o recado e as imagens sugerem que o homem aceita a mensagem da restauração. A última cena a mostra andando na rua e segurando a Bíblia Sagrada. De repente, ela se encontra com o agressor que também tem a Bíblia na mão. Ambos dão um sorriso e o clipe encerra.

As pessoas não gostaram do que assistiram. Por que a polêmica? As críticas, feitas por entidades evangélicas e não evangélicas, foram porque o clipe romantizou o grave problema da violência sofrida pelas mulheres dentro de casa, não comentou sobre a denúncia e não divulgou o número 180 que é o canal da Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

As redes sociais se manifestaram. Até o fechamento deste artigo, o videoclipe no canal da MK Music, no YouTube, obteve 17 mil likes (que significa “gostei”), 20 mil deslikes (“não gostei”), 306.427 visualizações e 7.500 comentários. Já no Facebook, no perfil oficial da cantora Cassiane, foram 32 mil curtidas, 3,8 mil comentários e 2,3 mil compartilhamentos.

As críticas foram as mais diversas, apesar da grande influência da cantora no segmento evangélico com uma carreira de 39 anos. No Facebook, um homem escreveu que amava Cassiane demais e a ouvia desde criança. Disse que, “no caso específico do clipe, eu fui um dos que criticou porque não podemos, ainda que no espaço da , passar pano em um problema tão grave como a violência contra a mulher. Sei que você não é conivente com isso, mas os erros existem para serem corrigidos. Espero que a MK Music retire o clipe do ar ou regrave as cenas”.

No Twitter, uma mulher escreveu “já vi mulher em igreja aguentando marido que bate, trai, mau caráter. E pior: é sinal de que a mulher está orando pouco. O que Cassiane fez é um desserviço às mulheres agredidas e violentadas. Não faça como a cantora. Denuncie a violência contra a mulher”. Um rapaz escreveu que o clipe era “cruel, violento, desonesto e criminoso. Romantizar qualquer tipo de violência é perversidade”.

Ainda no Twitter, outro homem disse que “o número de casos de violência contra a mulher aumentou em São Paulo na quarentena. De acordo com esse clipe, em caso de agressão, a mulher deve orar e perdoar. Não. Mulher, em caso de agressão, disque 180 e denuncie”. A repercussão do clipe também aconteceu fora do mundo evangélico. A imprensa publicou reportagens. O Correio Braziliense destacou ao assunto com o título “Cassiane muda clipe após ser acusada de romantizar violência”. Há ainda pedidos para que o vídeo saia do ar ou seja modificado. (mais…)

PRF apreende veículo de carga adulterado na BR 116 em Jequié


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu um semirreboque adulterado na BR-116 em Jequié (BA). Foi durante uma fiscalização ostensiva em frente à Unidade Operacional (UOP), uma equipe da PRF deu ordem de parada ao motorista de uma carreta M.BENZ/Axor 2540, acoplada a um semireboque carregado com chapas de vidro. Ao vistoriarem o veículo, os policiais perceberam que seus sinais identificadores haviam sido remarcados, e era, possivelmente, clonado. O motorista de 37 anos, alegou não saber das adulterações e relatou ser a primeira viagem com o semireboque. A ocorrência foi encaminhada à Delegacia da Polícia Civil para os devidos procedimentos. Jr. Mascote

Capitão Dantas divulgou resumão do novo decreto municipal


Foto: Levy Barros

Na tarde desta quinta-feira, o Capitão Dantas divulgou um resumo do decreto municipal, afim de tornar  conhecido o decreto conhecido de todo cidadão, objetivando que todos tenham acesso as informações de maneira rápida, o comandante da polícia militar de Manoel Vitorino divulgou o resumão do decreto.

RESUMOS DO DECRETO
Toque de recolher das 20 horas até as 5 horas do dia seguinte CONTINUA
CONTINUA PROIBIDO FUNCIONAMENTO
I– Casas de shows e espetáculos de qualquer natureza;
II – Casas de festas e eventos;
III – xposições, congressos e seminários;
IV – Clubes de serviço e de lazer;
V Quadras e locais destinados a quaisquer práticas esportivas;
V I – Quaisquer eventos congêneres com potencial de aglomeração;
VII – Bares

ESTAR LIBERADO FUNCIONAMENTO EM HORÁRIO NORMAL
II – Farmácias, laboratórios, estabelecimento de produtos agropecuários,
III – Restaurantes, lanchonetes, quiosques, trailers e similares,
IV – Feira livre (Apenas para gêneros alimentícios)
V – Distribuidoras e revendedores de agua e gás,
VI – Posto de combustível, lava a jato, e borracharias,
VII – Laboratórios, clínicas e demais serviços de saúde,
VIII – Agências bancárias, correios e congênere,
IX – Pousadas poderão funcionar, com 50% de sua capacidade,

ESTAR LIBERADO FUNCIONAMENTO DAS 7:00 ás 14:00 HORAS
I – Supermercados, mercados, padarias, açougue, materiais de construção, armarinhos e similares,
XI – Lojas de vestuários, lojas de moveis, calçados, eletroeletrônicos e similares
XII – Clinicas de estética e salões de beleza.

Geddel Vieira Lima testa positivo para Covid-19; ex-ministro está preso em Salvador


Foto: Google

O ex-ministro Geddel Vieira Lima testou positivo para o novo coronavírus. O resultado é de um teste rápido realizado nas dependências do Complexo da Mata Escura, onde o ex-ministro está sob custódia. A informação foi confirmada pela família do parlamentar, que está sem acesso ao emedebista, por causa da pandemia, que suspendeu visitas a presos.

Os familiares, inclusive, só souberam sobre a contaminação depois que começaram a circular boatos sobre o teste. Eles tiveram que enviar um advogado ao presídio para conseguir confirmar a informação. Geddel tenta, no Supremo Tribunal Federal (STF), obter progressão para regime domiciliar.

O ex-deputado baiano foi preso após a descoberta de um bunker com R$ 51 milhões na capital baiana em setembro de 2018. Mesmo após a condenação a mais de 15 anos de prisão em outubro do ano passado, o ex-ministro cumpre pena provisória – não houve determinação da execução da sentença até o momento.

Não há informações sobre o estado de saúde dele.

Licença para matar: a torcida pela morte de Bolsonaro e a ética sem transcendência


No dia em que Jair Bolsonaro testou positivo para covid-19, Hélio Schwartsman, colunista da Folha de S. Paulo, “explicou” em artigo por que torce pela morte do presidente: na cabeça dele, o presidente da República, com sua morte, promoveria um bem maior do que pode promover em vida, e esse raciocínio seria supostamente justificado pelo que chama de “ética consequencialista”.

A sensibilidade humana espanta-se com uma declaração de tamanha estupidez. Embora se vejam, especialmente nas redes sociais, clamores e celebrações pela morte de representantes de diferentes espectros políticos, às pessoas de caráter causa asco que se possa desejar o falecimento de alguém, notadamente quando se trata de meras disputas ou preferências político-ideológicas.

Nesses momentos, a pecaminosidade universal grita de seus subterrâneos, para que lembremos que ela existe e é muito feia.

Mas, independentemente das (muitas) questões políticas envolvidas, o que me chamou a atenção no texto de Hélio Schwartsman foi uma pretensa justificativa filosófica, ao categorizar sua fúria presidenticida como corolário de uma “ética consequencialista”, cujo critério de validação seriam os resultados.

Dito de outro modo, o que o referido jornalista entende por ética não é aquilo que está certo, mas, sim, aquilo que, em sua concepção, dá certo. Ora, existe um nome menos bonito para isso: “utilitarismo”.

(mais…)