Bebê morre em Livramento de Nossa Senhora após se queimar com vasilha de leite quente


Foto: Lay Amorim / Achei Sudoeste

Uma bebê morreu depois se queimar com leite quente, na noite dessa sexta-feira (27), no distrito de Iguatemi, em Livramento de Nossa Senhora. O acidente ocorreu por volta das 21h30, na casa onde a menina vivia com os pais.

Segundo informações do Livramento Manchete, a criança de um ano e sete meses teria se aproximado do fogão e puxado a vasilha que continha o leite fervendo no momento em que a mãe cuidava de atividades domésticas. Assim, o recipiente teria virado acidentalmente no rosto da menina.

De acordo com a publicação, a bebê chegou a ser encaminhada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu aos ferimentos. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Brumado foi acionado para realizar a perícia e o corpo da menina será encaminhado para necropsia no Instituto Médico Legal (IML).

Campanha de vacinação contra raiva em cães e gatos começou hoje em Manoel Vitorino


Foto: Divulgação

Quem cria bichos em casa deve ficar atento. Começou hoje (28), a campanha de vacinação contra raiva em cães e gatos. A campanha “Quem ama cuida!” tem como meta vacinar todos os animais do município de Manoel Vitorino. O prefeito Heleno Vilar pediu empenho da secretaria municipal de saúde para que todos os animais recebam imunização contra raiva.

A Vigilância Sanitária recomenda que, na hora da vacinação, os cães estejam com coleira e guia. Os gatos devem estar em caixas de transporte apropriadas. Os animais com temperamento agressivo devem estar com focinheira.

De acordo com as autoridades de saúde, sintomas como dor no local vacinado, febre e comportamento mais quieto podem ocorrer até 36 horas após a aplicação da dose.

Todas as vacinas foram repassadas pelo Ministério da Saúde. A raiva é uma doença que compromete o sistema nervoso do homem, sendo incurável e com índice de letalidade próximo a 100%. É uma zoonose viral e todos os mamíferos estão suscetíveis ao vírus da raiva, podendo transmiti-la. Mas cães, gatos e morcegos são os principais transmissores. A vacina é a única maneira de controlar a doença.

Quem for mordido por um animal contaminado, deve lavar o local machucado com água e sabão e procurar a unidade de saúde mais próxima.

Praça Nelson David ganha nova iluminação


Foto: Divulgação

Na última sexta-feira (27), a prefeitura, através da secretaria municipal de obras realizou a iluminação da praça Nelson David. De acordo com o vereador Marcelo Vilar que, acompanhou o serviço por se tratar de um projeto diferenciado, onde as lâmpadas são outras e o projeto de iluminação é diferente, ainda não havia sido contemplado pelo programa municipal Cidade Iluminada.

Mas essa semana foi a vez da nossa praça cartão postal de Manoel Vitorino ganhar uma nova iluminação. Reposição de lâmpada e reatores, troca de equipamentos antigos e tudo ficou novo de novo.

Prefeito Heleno Vilar quer melhorar a atividade leiteira no município


Foto: Divulgação

Na última quinta-feira (26), a prefeitura municipal de Manoel Vitorino, em parceria com Sindicato Rural de Jequié (SRJ) e SENAR, realizou a primeira reunião com a Associação das Queimadas, para implantação do Programa PRO LEITE.

Estiveram presentes juntamente com o Secretário municipal de Agricultura Almir Nunes, Oseas representando SRJ E SENAR, vereador Marcelo Vilar representando o Prefeito e a Câmara e representante da Associação, Tatiana e Welson da Silva Meira (Eki), juntamente com associados.

Líderes religiosos propõem ações contra o aborto


Às vésperas da audiência pública sobre a medida judicial que permite o aborto, bispos do estado do Rio de Janeiro reafirmaram “a defesa da vida desde a concepção até a morte natural” e propõem algumas ações.

“Conclamamos os católicos e todas as pessoas que desejam um país democrático, pacífico e protetor da vida a se posicionarem contrários ao que está sendo proposto através desta medida judicial. Por ela, agride-se a vida, permitindo o aborto até doze semanas de gestação”, expressam os Prelados do Regional Leste 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

O aborto já é considerado entre pesquisadores e profissionais da saúde um evento comum na trajetória das mulheres brasileiras, como mostrou uma pesquisa nacional, sendo mais praticado entre adolescentes e jovens. Os bispos se manifestaram contra essa realidade, afirmando que defender a vida é um princípio de fé, além de um ato de consolidação da democracia.

“Uma nação que não sabe proteger a vida que ainda está por nascer revela a fragilidade de sua condição democrática, por mais que afirme o contrário”, ressaltam. A descriminalização do aborto foi uma proposta do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) a fim de permitir a realização da prática através do Sistema Único de Saúde (SUS), bastando apenas o consentimento da gestante.

Os Bispos cariocas explicam que, com essa medida judicial, o que se busca é “inserir no ordenamento jurídico brasileiro uma agressão direta ao artigo 5º de nossa Lei Maior”, o qual garante “a inviolabilidade do direito à vida”. Além disso, recordam especificamente a audiência pública marcada para 3 e 6 de agosto, para a qual foram “convocadas pessoas e entidades para se manifestarem quanto à descriminalização do aborto”.

“Afirmamos claramente o direito de nos manifestar com base em nossa crença em Deus, uma vez que a fé nos compromete com a vida e com a cidadania”, expressam, recordando que “o Estado é laico como condição para servir aos cidadãos, não para impor a todos um modo de compreender a realidade e com ela interagir”.

Por fim, pedem aos cidadãos que reflitam sobre a questão, recordando que “estamos a três meses das eleições para cargos estaduais e federais, dentre eles, os cargos do Congresso Nacional”. “Confiamos ao Deus da vida este momento de nosso país, tão repleto de desafios. Pedimos forças para proclamar e trabalhar para que a morte nunca seja a solução”, concluem.

Daniela Mercury exalta demônios e apoia Jesus Travesti


Daniela Mercury no festival de inverno. (Foto: Divulgação)

O 28º Festival de Inverno de Garanhuns, Pernambuco, que ocorreu no último final de semana, vinha atraindo atenção após a proibição da peça de teatro onde Jesus é representado como um transexual.

“O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu”, interpretada pelo travesti Renata Carvalho era parte da programação, mas acabou sendo cancelada após os protestos de políticos locais, incluindo o deputado Pastor Eurico (PAT/PE).

Durante o show que fez no evento, a cantora baiana Daniela Mercury fez um discurso raivoso, onde reclamou do que chamou de “censura”. Usando muitos palavrões, reclamou que o país estava “chato”.

“Não existe civilização sem liberdade. Não me venha com ignorância absurda para conceituar o que é arte. Censurar uma peça de teatro por convicções é um absurdo. A nossa Constituição nos permite dialogar com os símbolos religiosos e falar sobre eles. Nossa constituição não é a Bíblia”, desafiou, ignorando que existem leis sobre o vilipêndio religioso.

“Eu sinto vergonha pelos políticos que fazem isso com as pessoas. É desumanidade, maldade, ruindade. Jesus Cristo eu estou aqui. Eu sou gay. Eu sou lésbica e daí?”, provocou Daniela, sendo aplaudida pelos presentes.

Poucos minutos depois, usou o microfone para dar uma espécie de testemunho: “Minha empregada Maria disse que não podia ir para igreja, pois iam tirar os demônios dela. Mas ela precisava deles para viver”.

Chamando os que assistiam seu show para “liberar os demônios”, pois, segundo ela, “sem demônios, ninguém vive”.